As melhores dicas para cuidar das articulações

21 de abril de 2020
As articulações são elementos complexos e de grande importância para o nosso dia a dia. Assim, devemos cuidar delas e protegê-las para levar uma vida ativa.

As articulações são as uniões entre dois ou mais ossos. Como os ossos são rígidos, são elas que permitem o movimento. Portanto, cuidar das articulações é de vital importância se quisermos manter a forma ou simplesmente realizar nossas atividades diárias sem desconforto.

Estruturas envolvidas

Podemos nos mover livremente graças a uma série de estruturas que circundam os espaços que separam os ossos. As principais estruturas articulares são as seguintes:

  • Cápsula articular: é uma membrana que recobre toda a articulação e ajuda a impedir que ela se mova em excesso.
  • Líquido sinovial: está dentro das cápsulas articulares e ajuda a nutrir a cartilagem e evitar atrito entre os ossos e a articulação.
  • Ligamentos: localizam-se fora da articulação e limitam seu movimento para que não haja movimentos anormais.
  • Músculos e tendões: essas estruturas movem os ossos e, portanto, as articulações. Uma musculatura treinada e tendões resistentes contribuem para o bom funcionamento das articulações.

Vale ressaltar que existem centenas de articulações no corpo humano, incluindo as junções dos ossos do crânio ou a sínfise púbica, que permitem muito pouco ou nenhum movimento.

Neste artigo, falaremos principalmente sobre as articulações sinoviais, que possuem os elementos mencionados acima. Entre elas, encontramos articulações tão importantes como as do cotovelo, punho, quadril, joelho e tornozelo.

As articulações são as uniões entre dois ou mais ossos. Como os ossos são rígidos, na maioria das articulações são essas uniões que permitem o movimento

Como cuidar das suas articulações

O primeiro ponto que você precisa ter em mente para cuidar das suas articulações é realizar uma quantidade adequada de exercícios físicos. Exercícios em excesso ou um treino muito intenso podem submetê-las a um peso excessivo, o que deteriora suas estruturas.

Por outro lado, a falta de exercício fará com que os músculos não sejam capazes de absorver as forças às quais você os submete. Isso forçará os ligamentos a trabalhar demais e deixará a cápsula articular desprotegida. Assim, uma quantidade correta de exercício implicará músculos e tendões firmes e preparados.

Além disso, ao realizar exercícios você também ajuda os ossos a se fortalecerem. Isso acontece graças ao processo de absorção de células velhas e produção de células novas que as substituem. É um processo que depende em grande medida do estímulo através do movimento e da absorção de cargas.

Para proteger as articulações, também é essencial realizar um aquecimento adequado. Ter os músculos prontos para os esforços que terão que realizar também os fará absorver a carga, em vez dos ligamentos ou outros tecidos moles.

Outro ponto importante é respeitar os tempos de recuperação. Os processos que você estimula ao realizar exercícios físicos precisam de tempo para serem concluídos. Se você os realiza continuamente, as articulações não terão se recuperado de um primeiro esforço e você já estará as submetendo ao próximo.

Alimentação

A alimentação é outro ponto que você deve levar em conta para cuidar das articulações. Uma alimentação equilibrada que não seja muito rica em gorduras fornecerá às articulações os nutrientes necessários para que elas se recuperem após você realizar esforço.

Frutas como cereja ou abacaxi são dois grandes aliados quando se trata de combater as dores articulares.

Um ponto que você deve levar em conta para cuidar das articulações é a alimentação

Além disso, as vitaminas A e C ajudarão a regenerar os tecidos danificados. Para fortalecer os ossos, você também deve tomar vitamina D e cálcio. No entanto, é importante esclarecer que o processo pelo qual os ossos absorvem o cálcio é complexo.

Para que o osso possa absorver o cálcio e se fortalecer, além de ingerir esses dois elementos, você também deve fazer exercícios físicos moderados e tomar sol. Essa última dica é significativa, porque existem poucos alimentos que fornecem vitamina D, enquanto o corpo a produz naturalmente quando exposto ao sol.

Agora você já sabe: para cuidar das articulações, faça exercícios físicos moderados, aqueça bem, descanse o tempo que seu corpo precisar, coma bem e tome sol. Todos esses são hábitos muito benéficos!

  • Robert P. Heaney, M. Susan Dowell, Cecilia A. Hale & Adrianne Bendich (2003). Calcium Absorption Varies within the Reference Range for Serum 25-Hydroxyvitamin D, Journal of the American College of Nutrition, 22:2, 142-146, DOI: 10.1080/07315724.2003.10719287
  • Yobany Quijano. Anatomía clínica de la articulación temporomandibular (ATM), Morfolia, Volumen 3, Número 4, 2011.
  • Ramón Fuentes, Nicolás Ernesto, Cristina Bucchi & Mario Cantín. Análisis de los Términos Utilizados en la Literatura Científica para Referirse a la Cápsula Articular y Ligamentos Articulares de la Articulación Temporomandibular. Int. J. Morphol., 34(1):342-350, 2016.