A aposentadoria de Xavi Hernández, uma lenda do futebol

5 de agosto de 2019
Todo fã de futebol se lembrará de Xavi para sempre, um dos jogadores espanhóis mais bem sucedidos de todos os tempos. Neste artigo revemos sua fantástica trajetória.

Chegou o momento de um dos melhores jogadores dos últimos tempos deixar os campos de futebol. Xavi Hernández, símbolo do melhor Barcelona e referência da seleção espanhola campeã mundial em 2010, pendurou as chuteiras. Por que ele será lembrado para sempre na história desse esporte?

Em primeiro lugar, basta relembrar o título da Copa do Mundo de 2010 na África do Sul para entender que Xavi Hernández Creus será uma eterna lenda do futebol espanhol. Apesar de não ser o capitão da equipe, foi escolhido para a Equipe do Ano da FIFA e, mais tarde, superou os 100 jogos com a seleção.

Também é uma glória do FC Barcelona, equipe com a qual ganhou 25 títulos em 17 temporadas. Além disso, foi uma peça fundamental do famoso Barça dirigido por Pep Guardiola, considerado por muitos como o melhor — ou pelo menos o mais chamativo — da história.

O estilo de jogo único de Xavi Hernández

Xavi foi um dos melhores “passadores de bola” dos últimos tempos. Seu posicionamento sempre preciso no meio-campo facilitava a distribuição da bola em suas equipes.

Fiel à escola histórica de Johan Cruyff e seu legado no futebol catalão, Xavi é um amante do jogo ofensivo e da posse de bola como elemento central de todas as táticas.

Embora não seja um meio campista defensivo por excelência, sempre se mostrou disposto a colaborar nessa faceta do jogo. Dessa forma, sabia como se adaptar perfeitamente às exigências de seus treinadores, que tinham a possibilidade de agrupar muitos jogadores talentosos simultaneamente. Um exemplo claro: o trio Xavi, Busquets e Iniesta.

Estreou em 18 de agosto de 1998. Durante sua carreira no clube, jogou 767 jogos e marcou 85 gols. Esse número, para um volante de suas características, é realmente alto e tem muito a ver com a grande habilidade de Xavi para cobrar lances livres.

O estilo de jogo único de Xavi Hernández

Um homem vencedor como poucos

Além de seu estilo tão estético quanto eficaz, Xavi foi capaz de formar grandes equipes, a maioria delas grandes vencedoras. Assim, chegou a se consagrar em todas estas competições:

  • Liga Espanhola: com o Barcelona, ​​seu único clube na Espanha, ganhou 8. Conseguiu isso nos anos de 1999, 2005, 2006, 2009, 2010, 2011, 2013 e 2015.
  • Copa del Rey: ganhou três, em 2009, 2011 e 2015.
  • Supercopa da Espanha: é o torneio no qual se enfrentam os vencedores das duas competições mencionadas anteriormente. Xavi ganhou 6 vezes: 2005, 2006, 2009, 2010, 2011 e 2013.
  • UEFA Champions League: venceu a maior competição de clubes da Europa em 2006, 2009, 2011 e 2015.
  • Supercopa da Europa: conquistou-a em duas ocasiões, 2009 e 2011.
  • Mundial de Clubes: venceu dois, em 2009 e 2011.
  • Copa do Mundo FIFA: chegou ao topo do futebol mundial na África do Sul em 2010.
  • Outros títulos com a seleção: além do mundial, Xavi participou dos títulos da Copa do Mundo Sub-20 da Nigéria em 1999, dos Jogos Olímpicos de Sydney em 2000 (com uma equipe Sub-23) e das Eurocopas em 2008 e 2012 com a seleção principal.
  • Títulos no Catar: Copa do Emir, Copa do Catar, Copa Sheik Jassim e Liga das Estrelas.

Além dessa extensa lista, também possui reconhecimentos individuais. Foi Bola de Bronze FIFA (ou seja, o terceiro melhor jogador do mundo) em 2009, 2010 e 2011. Além disso, foi eleito muitas vezes o melhor jogador das ligas e das copas que disputou, e integrou a Equipe do Ano da UEFA repetidamente.

O futuro de Xavi Hernández como treinador 

O futuro de Xavi Hernández como treinador

Recentemente, a equipe Al Sadd anunciou a contratação de Xavi Hernández como o novo treinador de seu primeiro time a partir de julho. Ele chega com um impulso importante, já que conseguiu como jogador a última liga que o time disputou no Catar.

Como as equipes de Xavi jogarão? A julgar por sua visão do futebol e suas declarações recentes, ele pretenderá seguir as premissas da escola catalã. Isso significa que procurará melhorar o jogo ofensivo, a posse e a pressão para recuperar a bola no campo oposto.

Uma coisa é certa: com a continuidade de Xavi Hernández como protagonista do futebol, ainda que em uma liga de menor importância como a do Catar, o esporte sai ganhando. Embora não possamos mais desfrutar de seus passes milimétricos e de seus gols, a essência de seu jogo será refletida em seu trabalho.

  • Xavi Hernández anunció su retiro del fútbol. Infobae. Disponible en: https://www.infobae.com/america/deportes/2019/05/02/xavi-hernandez-anuncio-su-retiro-del-futbol/
  • Redacción Marca. Al Sadd anuncia al ‘Maestro’ Xavi Hernández como su nuevo entrenador. Marca. Disponible en: https://www.marca.com/futbol/futbol-internacional/2019/05/28/5ced30ecca4741cc558b45e8.html
  • El retiro de Xavi Hernández: deja el fútbol la piedra angular de las mejores versiones de Barcelona y España. La Nación. Disponible en: https://www.lanacion.com.ar/deportes/futbol/el-retiro-xavi-deja-futbol-piedra-angular-nid2243732