5 dicas para fazer o Caminho de Santiago de Compostela

· 29 de agosto de 2018
Muitas pessoas da região, turistas e devotos católicos decidem percorrer parte ou o percurso total do Caminho de Santiago. Seja você devoto ou não, andar por esse Patrimônio da Humanidade é uma experiência cultural inesquecível.

Na Espanha, encontra-se o Caminho de Santiago de Compostela. Trata-se de uma peregrinação católica que leva à tumba do apóstolo Santiago Maior. Existem diferentes caminhos que levam a Santiago, sendo que o mais reconhecido é o Caminho Francês de Santiago, declarado como Patrimônio da Humanidade, pela UNESCO, em 1993. Hoje, vamos conhecer algumas dicas para fazer o Caminho de Santiago.

Antes das dicas

Antes de partir para essa experiência, é preciso planejar bem o trajeto. O Caminho de Santiago é uma rota de peregrinação. Tem um importante valor histórico e sempre está aberto para ser percorrido. A primeira coisa a ser feita é escolher um caminho:

  • Caminho Francês: 775 quilômetros
  • Caminho Português: 119 quilômetros
  • Via de la Plata: 705 quilômetros
  • Caminho Primitivo: 268 quilômetros
  • Caminho Inglês: 155 quilômetros
Pessoas percorrendo o caminho de santiago

Você pode escolher a rota que mais se adapte ao que você busca. Além das distâncias, há pontos nessas rotas que são significativos para conhecer. Quando decidir qual caminho tomar, coloque em prática as seguintes cinco dicas para fazer o caminho de Santiago:

Corpo ativo em todo o trajeto

As caminhadas longas (sobretudo as que começam desde muito cedo) requerem que o corpo esteja suficientemente hidratado. Por isso, é importante se hidratar antes, durante e depois do trajeto. Além disso, o percurso é longo, por isso não se deve perder muito tempo nas paradas. O mais recomendável é levar pequenas porções de comida rápida para que a digestão não seja pesada.

Para prevenir desmaios ou fraqueza, além de água ou suco, você pode levar doces. Esse é um pequeno truque para manter-se ativo durante todo o trajeto. Balas, chocolates, nozes ou frutas secas vão manter sua energia para chegar a Santiago.

Dicas para fazer o Caminho de Santiago: detalhes importam

Os menores detalhes importam nesse tipo de atividade. Por exemplo, se o calçado incomoda, você vai sofrer no trajeto inteiro por isso.

Por isso, escolha a roupa e calçado adequado. Roupa cômoda e leve se for verão. Já sobre o calçado, o mais recomendável é usar algo fechado, cômodo e que dê suporte ao pé. Um pequeno conselho para evitar bolhas é cobrir cada dedo com band-aid. Isso ajuda muito.

Leve também protetor solar e repelente. O repelente é fundamental, já que em várias partes do caminho pode haver mosquitos. Leve também uma pequena bolsa de primeiros socorros, para qualquer problema que possa acontecer no caminho.

Homem fazendo o caminho de santiago

Alongue antes de sair

Quando submetemos o corpo a uma atividade física de certa exigência e o corpo não está acostumado a esse tipo de movimento geralmente aparecem as cãibras.

Para evitar esses problemas, é importante fazer um alongamento antes de começar o trajeto. Isso não só na primeira vez, mas sempre depois de cada parada, quando o corpo entra em repouso. Quando o corpo repousa, ele se esfria, e se não for alongado antes de recomeçar o trajeto, as cãibras são mais propensas a aparecer.

Seu próprio ritmo

Não exija demais de seu corpo ao ir rápido demais. Vá apenas na velocidade que seu corpo permitir. Um truque para fazer o Caminho de Santiago mantendo um ritmo estável é a respiração.

Manter uma boa respiração dá resultado. Se você começar a se cansar, não respire pela boca. Mantenha a respiração controlada pelo nariz a todo momento. Sempre que for necessário, diminua a passada para tomar ar pouco a pouco.

Se você estiver muito cansado, não pare abruptamente. Isso pode causar enjoos e até causar desmaio. Se estiver extremamente cansado, diminua a passada pouco a pouco, espere que seu coração estabeleça seu ritmo e, depois disso, você pode sentar um pouco, se quiser.

Distâncias curtas

Como o corpo geralmente não está acostumado a passar dias caminhando tanto, é importante que você descanse bem nos momentos certos. No entanto, um truque para fazer o Caminho de Santiago sem que a experiência deixe seus músculos doloridos é começar com etapas curtas.

Ao começar aos poucos, seu corpo vai se habituar, e gradualmente você pode aumentar a distância entre as etapas. Isso fará com que o trajeto seja mais tranquilo.

Ultreia et suseia

Ultreia et suseia provém do latim e significa “siga em frente e além”. É um cumprimento entre peregrinos, que além de cumprimento, é utilizado para dar ânimo durante o trajeto. Se alguém disser Ultreia, responda et suseia!

Essas cinco dicas complementam outros aspectos importantes que você também deve levar em conta para fazer o Caminho de Santiago. O peso de seu equipamento não deve ter mais de 10% de seu peso. Leve sabonete, identificação, mas não exagere nos pertences. Fazer o Caminho de Santiago é uma experiência incrível.

Conhecer peregrinos, olhar as paisagens e chegar a Santiago de Compostela. Mas o mais importante é criar uma conexão entre sua alma e a história, a arte e tudo que o caminho oferece. Esse caminho pode deixar lembranças que jamais se apagarão. Por isso, ame-o, aproveite-o, viva-o!