Conheça 7 curiosidades da Fórmula 1

16 de janeiro de 2019
O mundo da Fórmula 1 mantém sua essência apesar dos anos, mas há mais do que é visto todos os domingos na televisão; conheça as maiores curiosidades da competição a seguir

O mundo da Fórmula 1 é empolgante. O seu glamour, os circuitos que ele cobre, as lutas na pista e muito mais, o tornam um mundo que esconde milhões de curiosidades. Hoje vamos olhar para sete delas. A seguir, algumas das curiosidades da Fórmula 1 que poucas pessoas conhecem.

Curiosidades da fórmula 1

Carros de seis rodas

A primeira das nossas curiosidades da Fórmula 1 hoje em dia parece loucura, mas os engenheiros de Fórmula 1 chegaram a experimentar veículos de seis rodas. No total foram cinco e o mais famoso de todos foi o Tyrrell P34.

Carro de fórmula 1 de 6 rodas

A ideia de instalar seis rodas em vez de quatro foi dada pela primeira vez pelo engenheiro Derek Gardner. Ele tentou reduzir o arrasto aerodinâmico e, assim, alcançar uma velocidade maior.

Todos eles foram desenvolvidos no final dos anos 70 e início dos anos 80 e nenhum deles chegou a competir. Apesar disso, eles deixaram uma marca na história do automobilismo devido à sua aparência peculiar.

A maldição do número 13

Os pilotos de Fórmula 1 são, em geral, pessoas especialmente supersticiosas. É por isso que o número treze teve um significado particular ao longo da história desta competição e faz parte das nossas curiosidades da Fórmula 1.

A maldição do número treze no automobilismo remonta a 1925. Foi quando o piloto Paul Torchy sofreu um acidente fatal no circuito de Lasarte. Ele bateu em uma árvore e seu carro tinha o número 13.

Mais tarde, o piloto Giulio Masetti se atreveu a colocá-lo em seu carro e também morreu em um acidente de trânsito. Décadas mais tarde, algum outro piloto ousou usar e seu destino também não foi frutífero.

Antigamente, os números eram distribuídos de acordo com os resultados do ano anterior, mas do número doze se passava para o catorze. Hoje os pilotos podem usá-los livremente, mas nenhum deles quer escolher o número amaldiçoado.

Os salários dos pilotos

Os salários dos pilotos são tremendamente desiguais. Alguns ganham milhões enquanto outros pagam para poder participar.

Atualmente, o piloto mais bem pago é Fernando Alonso, com um salário de 37,7 milhões de euros por ano, sem contar patrocínios. Ele é seguido por Lewis Hamilton com um salário anual de 29,2 milhões de euros. Carlos Sainz, outro espanhol do grid, tem um salário de cerca de 700.000 euros.

Lewis Hamilton

Recorde de parada nos boxes

Cada vez as paradas são mais rápidas. Em um piscar de olhos, os mecânicos são capazes de remover as quatro rodas e substituí-las por novas.

Atualmente, a equipe da Williams tem o recorde, e ele é a próxima das nossas curiosidades da Fórmula 1. No circuito de Baku, eles realizaram um pit stop de 1,92 segundos. Simplesmente espetacular. Parece difícil para qualquer outra equipe superar esse tempo!

O piloto vencedor mais velho

Atualmente os pilotos estão ficando mais jovens, mas há algumas décadas a idade média do grid era muito maior. Hoje é impensável que um piloto com mais de quarenta anos de idade permaneça ativo.

Luigi Fagioli é o piloto que detém o recorde de ser o piloto mais velho a vencer uma corrida. O italiano venceu o Grande Prêmio da França de 1951 aos 53 anos. Um recorde que será muito difícil para alguém tirar, dada a juventude dos atuais pilotos.

A velocidade máxima de um Fórmula 1

Valtteri Bottas detém o recorde de maior velocidade na Fórmula 1. O piloto finlandês alcançou uma velocidade de 378 km/h no Grande Prêmio de Baku em 2016.

Até então, o recorde era do piloto brasileiro Felipe Massa com uma velocidade de 372,6 km/h durante o Grande Prêmio de Monza em 2004.

Piloto na Fórmula 1

Quantas pessoas veem a Fórmula 1?

A Fórmula 1 acumula seguidores em todo o mundo. Onde quer que vá, preenche os circuitos e cria um fã clube. É um dos esportes mais midiáticos do mundo. Mas quantas pessoas veem a Fórmula 1?

Nos últimos anos, o público caiu muito devido à falta de emoção e aos canais fechados. Apesar disso, estima-se que há cerca de 400 milhões de espectadores. Um montante só superável por um ou outro esporte.

Embora seja um número muito alto, devemos ter em mente que, dez anos atrás, a Fórmula 1 era seguida por 100 milhões a mais de espectadores. Hoje em dia, o público diminui ano após ano e parece difícil que as cifras anteriores de espectadores sejam atingidas novamente.