Alimentar-se de acordo com os ritmos circadianos, sim ou não?

27 de janeiro de 2019
O objetivo é adequar a ingestão de alimentos e calorias ao momento do seu dia e ao ritmo normal, para cumprir com os tempos de descanso adequados e manter a energia durante as horas de luz, que é quando mais precisamos.

Os atletas que amam o esporte, mas que também o praticam para perder peso e se sentir melhor por fora e por dentro, com certeza já ouviram falar de mil e uma formas de perder peso. Por exemplo, alimentar-se de acordo com os ritmos circadianos, em que consiste? Funciona? Vamos ver a seguir.

O que são os ritmos circadianos

Isso pode ser um pouco difícil de se entender e também de se explicar. Por isso, vamos tentar fazer isso da forma mais simples possível, para você e para nós. Você já sabe que o nosso corpo funciona de forma diferente durante os momentos do dia e da noite. Por um lado, existem animais que vivem de noite, já nós somos seres diurnos.

Mulher retirando comida do forno

O que queremos dizer isso? Durante o dia, todas as nossas funções corporais, incluindo o metabolismo, estão funcionando ao máximo, enquanto que de noite se paralisam quase que por completo.

Bem, esse é o primeiro passo que precisamos entender. O segundo é que a luz solar que entra através de nossa retina e envia sinais para o nosso relógio biológico que existe em nosso organismo, que é o hipotálamo, o qual tem uma enorme influência na rapidez ou lentidão do metabolismo.

Ele se encarrega de absorver essa luz e gerar adrenalina durante o dia para fazer funcionar a melanina e a serotonina pela noite, para que possamos descansar. Como funciona o nosso metabolismo, então, durante esses ciclos?

Alimentar-se de acordo com os ritmos circadianos funciona?

Pois bem, se queremos perder peso, todos nós sabemos que o segredo é seguir uma dieta hipocalórica, beber água e fazer exercício.

Agora, se as calorias da nossa dieta são tão poucas que não damos ao nosso corpo as necessárias para levar a cabo as suas funções, o corpo vai acumulando esses déficits que farão com que tenhamos uma fome voraz nas últimas horas da noite.

A nossa dieta hipocalórica pode estar relacionada com o tipo de trabalho que temos, assim como com as calorias que queimamos no exercício que realizamos no nosso dia a dia.

Se durante o dia, que é quando precisamos que o nosso corpo transforme o que comemos em energia, não lhe damos o suficiente, à noite teremos que comer muito para suprir isso, justo quando o nosso metabolismo está indo dormir.

Garota fazendo uma refeição saudável

Isso, sem dúvida, resultará em um aumento de peso se for algo feito a longo prazo. Pode acontecer que durante a noite o nosso corpo nos peça de forma ansiosa para consumirmos carboidratos e açúcares. Isto acontece porque não teremos consumido o suficiente durante o dia.

Os carboidratos e açúcares podem ser consumidos no café da manhã sem nenhum medo de engordar, pois o corpo transformará a comida em energia que irá ser gasta ao longo do dia.

O problema acontece se o fizermos de noite, quando não teremos mais nenhum movimento. O corpo transformará essa comida em gordura que vai se acumulando nas regiões mais problemáticas.

Não estamos querendo dizer que consumir carboidratos à noite ou açúcares quando sair com os seus amigos vai fazer com que você engorde como uma foca, mas queremos dizer que isso não deve ser um hábito.

Então, funciona se alimentar de acordo com os ritmos circadianos? Sim, funciona, e iremos contar o segredo para conseguir isso.

Qual é o segredo para se alimentar de acordo com os ritmos circadianos?

Você já ouviu falar da frase “tome café da manhã como um rei, almoce como um príncipe e jante como um mendigo”? Pois bem, esse ditado é basicamente o segredo de se alimentar de acordo com os ritmos circadianos.

Embora pareça um simples ditado, tem uma base científica. Nas primeiras horas do dia o nosso nível de insulina dispara. Assim, o corpo tem uma maior capacidade de digerir os carboidratos e açúcares que ingerimos, mas se o consumirmos tarde da noite, esse nível é reduzido e o corpo não pode fazer nada além de acumulá-los em forma de gordura.

É por isso que é menos recomendado comer carboidratos ou açúcares durante a noite, pois o organismo não está preparado para processá-los. Sendo assim, é verdade que se alimentar de acordo com os ritmos circadianos é uma opção ideal para perder peso, desde que você saiba qual é a tabela nutricional adequada.

Lembre-se que, embora você vá consumir menos calorias do que deve, estas devem formar uma alimentação equilibrada com todos os nutrientes necessários. Não adianta nada comer 1.000 calorias se elas apenas provêm de carboidratos ou açúcares processados.

Não obstante, se você seguir uma dieta hipocalórica balanceada, na qual tome um bom café da manhã, coma normalmente e jante principalmente proteínas e legumes, você vai perder peso de forma segura e  – o melhor – você poderá manter os resultados por um tempo prolongado.