Como colocar uma alimentação sustentável em prática

21 de julho de 2019
A alimentação sustentável é uma opção que cada vez mais pessoas escolhem. É um estilo de vida saudável que tem como principais objetivos a dieta balanceada e o cuidado com o planeta.

A alimentação sustentável vai muito além de comer saudável. Esse modelo pressupõe estar comprometido com o planeta e lutar contra problemas como a poluição. Se você está interessado nesse modo de se alimentar, hoje nós contaremos quais são os passos que você deve seguir.

5 passos para ter uma alimentação sustentável

1. Não compre comida em excesso

No Brasil, são jogadas fora 41 mil toneladas de alimentos todos os dias. É um fato que deve nos envergonhar e nos fazer refletir sobre o estilo de vida que temos.

Já aconteceu com todos nós: compramos muitos alimentos que depois vencem e temos que jogá-los fora. Não encontramos tempo para cozinhá-los ou eles não nos apetecem depois que saímos do mercado.

Também é comum encontrarmos alguma oferta no supermercado e acabarmos comprando mais do que precisamos. A longo prazo isso não sai mais barato, mas muito pelo contrário, porque acabamos perdendo parte da compra.

Por tudo isso devemos comprar apenas a comida que precisamos. Além disso, em geral, todo mundo tem um supermercado perto de casa, então não adianta acumular comida. Se você seguir essa prática, você também será capaz de comer alimentos mais frescos e mais saudáveis.

Garota fazendo compras no mercado buscando uma alimentação sustentável

2. Aposte em alimentos locais

Propomos um exercício muito simples: abra a geladeira e verifique o país de origem de vários alimentos. Você verá que a maioria viajou milhares de quilômetros para chegar ao supermercado onde você os comprou. Isso é uma verdadeira loucura.

A alimentação sustentável ​​está comprometida com alimentos locais. Eles não apenas se contaminam menos, mas também contêm mais propriedades porque foram coletados no exato ponto de maturação.

Certamente em sua cidade há um mercado local onde você pode comprar frutas e legumes. Muitas empresas podem enviar pedidos semanais para sua casa. O gosto não tem comparação.

3. Congelar para aproveitar os alimentos

Anteriormente comentamos que é comum que os alimentos estraguem. Uma maneira de acabar com esse problema é congelá-los. Você pode fazer isso com alimentos crus e cozidos. Você apenas tem que levar em conta o tempo máximo de congelamento e que alimentos não são recomendados para serem levados ao freezer.

Um bom exemplo é o das cenouras. Usamos dois ou três e o resto do saco acaba em mau estado e depois no lixo. Nossa recomendação é que você as descasque e corte-as em cubos, ferva e depois congele. Então você terá cubos de cenoura prontos para adicionar a qualquer cozido.

Comidas congeladas

4. Aumente o consumo de vegetais

A alimentação sustentável tem vegetais como principal alimento. Isso porque eles não poluem em seu processo de crescimento. Ainda no caso da utilização de produtos químicos eles não poluem tanto quanto a criação de animais, que gera resíduos altamente poluentes.

Além disso, fazendas poluem o solo e a água. De fato, vários países já criaram um imposto destinado aos pecuaristas como resultado dos níveis de CO2 emitidos por seus animais.

Com isso não queremos dizer que a alimentação sustentável seja sinônimo de comida vegana ou vegetariana. Propõe-se apenas limitar o consumo de alimentos de origem animal e priorizar legumes e vegetais.

5. Cozinhe de maneira eficiente

Cozinhar de forma eficiente economiza tempo e dinheiro. Fazê-lo é muito simples, pois basta seguir as orientações da alimentação sustentável. A primeira coisa que você precisa fazer é planejar seu cardápio semanal. Com base nisso você pode cozinhar mais alimentos ao mesmo tempo.

Mulher segurando filé de peixe

Se você vai cozinhar macarrão para fazer macarrão com tomate, você pode fazer mais do que o habitual. Quando terminar, guarde o restante em um recipiente com algumas gotas de óleo  e você poderá usá-lo para comer salada de macarrão outro dia.

Ao mesmo tempo que você cozinha o macarrão, você também pode fazer alguns ovos. Coloque-os na geladeira e estarão prontos para preparar com uma torrada saudável no café da manhã.

Esse é apenas um exemplo do que a alimentação sustentável representa. Essa mesma idéia pode ser feita com vegetais assados ​​que você pode usar como guarnição ou recheio. O mesmo vale para um refogado, que é válido para acompanhar arroz, carne ou peixe ou fazer massa de croquete.

  • Carlos Guillén, F. (2004). Educación, medio ambiente y desarrollo sostenible*. Revista Biocenosis.