Quais são as vantagens de treinar sozinho?

· 17 de agosto de 2018
O esporte e a mente estão inevitavelmente relacionados. Por isso, treinar sozinho ou acompanhado também tem um impacto no resultado do esforço físico. Cada exercício e objetivo passa a ser um desafio pessoal se nos concentramos totalmente no treino.

Aqueles que apreciam o ambiente e o dinamismo da academia ou dos treinos em equipe terão dificuldade em apreciar as vantagens de treinar sozinho. No entanto, existem benefícios em um treino individual. Entre outras coisas, está o fato de poder focar 100% da concentração na autossuperação.

Certamente todo exercício exige esforço e disciplina, mas nem todos os que fazem exercícios trabalham assin quando têm companhia. Uma distração pode nos afastar do objetivo e um mau resultado pode diminuir a confiança; por isso nesse momento é conveniente avaliar os benefícios de um treinamento individual.

Maior disposição

Mulher malhando com pesos na academia

Estando sozinho é mais fácil de organizar uma agenda de exercícios adaptada à sua disponibilidade. Quando se treina em casal ou em grupo, o não cumprimento do plano desmotiva e, pouco a pouco, leva à desistência.

Considerando também que a escolha da modalidade deve ser individualizada, pode-se dizer que o treinamento individual é mais produtivo. Cada movimento será acoplado às necessidades e habilidades pessoais, e não ao interesse de superar o desempenho dos outros.

O treinador sugerirá os hábitos ou práticas que devem ser assumidos com base nas condições particulares. E dentro de uma ampla gama de opções, a pessoa poderá escolher qual ela mais gostar ou uma opção que a favoreça. É preciso lembrar que não é a mesma coisa correr para relaxar do que para competir.

Outra vantagem de treinar sozinho é a possibilidade de escolher o lugar para se exercitar. Seja a academia, um espaço da casa, a rua, uma praça ou um parque; conhecendo as técnicas e usando as roupas e os calçados adequados, qualquer lugar pode ser bom, até mesmo em casa.

Mais organização e disciplina

Por não ter que esperar que os outros se decidam, ajustem seus dias ou preparem o equipamento necessário, economizamos tempo. Um fator importante para o sucesso de um treinamento é a organização; é mais fácil elaborar nosso próprio planejamento e o cumprir do que ficar esperando pelos outros.

O fato de mudar de horário ou de tipo de exercício por sua própria iniciativa é outra vantagem de treinar sozinho. Isso tudo sem contar a possibilidade de variar a intensidade e o ritmo quando e onde quiser.

Certamente, se você pratica futebol, basquete ou outro esporte coletivo, não se pode esquecer da comunicação com os outros membros da equipe. O treinamento físico pode ser individual, mas o das jogadas deve ser feito em grupo.

Passos firmes rumo à concentração

Entre as vantagens de treinar sozinho também está a concentração, porque não haverá ruído que distraia ou te afaste da atividade. Geralmente, quando se treina em casal ou em grupo, surgem conversas que podem nos afastar da concentração necessária.

Ao se exercitar em silêncio ou ouvindo música, resultados mais eficazes e eficientes são obtidos; todos os exercícios e tempos de descanso são respeitados. Talvez ninguém corrija erros ou posturas, ou elogie quem treina sozinho, mas os resultados falam por si.

A dificuldade em realizar algum exercício pode causar estagnação mesmo naqueles que treinam sozinhos. Mas isso deixa de ser um inconveniente quando a impossibilidade se torna um desafio a médio ou longo prazo. A concentração e a disciplina possibilitarão cada um dos objetivos propostos.

Autossuperação, a maior das vantagens de treinar sozinho

Mulher fazendo puxada no pulley

Em vez de se comparar, competir e querer dominar os outros, treinar sozinho permite limpar os pensamentos e dedicar tempo a si mesmo. Enquanto o corpo está se exercitando, a mente tem a capacidade de eliminar as ideias negativas e reforçar as positivas.

A oportunidade de se autoavaliar, visualizar pontos fortes e oportunidades é algo que não pode ser desperdiçado. É preciso tirar um tempo para refletir e analisar tudo o que pode ou não ser melhorado; então essa avaliação é outra das vantagens de treinar sozinho.

É verdade que, para muitos, é inspirador compartilhar o exercício com outras pessoas que servem de “alavanca” quando pensam que não vão conseguir. Mas não deixa de ser estimulante o fato de conseguir que o corpo e a mente combinem perfeitamente quando os objetivos são individuais e marcam o caminho para a autossuperação.

Treinar sozinho ou acompanhado é uma escolha pessoal e ambas as alternativas oferecem benefícios. O importante é não desistir da tarefa de melhorar a saúde e a qualidade de vida com o exercício. Meia hora de treino, três vezes por semana, são suficientes para manter a forma.