Diferentes tipos de gordura que temos no nosso corpo

· 24 de agosto de 2018
Existem diferentes tipos de gordura que podem se acumular em nosso corpo em diferentes áreas. Além disso, o fato de ser homem ou mulher também tem influência no padrão de acúmulo que teremos.

Talvez tenha acontecido com você de se exercitar, ter afinado uma área e o resto ter permanecido intacto. Isso ocorre porque existem diferentes tipos de gordura: a gordura que seu corpo tem não é a mesma na barriga e nas pernas. Portanto, os exercícios para diminuir cada uma devem ser diferentes. Saiba mais abaixo.

A gordura não é a inimiga

Nós crucificamos a gordura por considerar que ela é a culpada de nossa obesidade ou pelo maiô não servir como esperamos. No entanto, devemos ter em mente que também precisamos dela, ou pelos menos de um dos tipos de gordura…

Barriga com gordura abdominal

Desde que esteja em porcentagens saudáveis, a gordura nos permite sobreviver pois protege os órgãos vitais. O corpo usa a gordura para obter energia quando fazemos algum esforço ou exercício.

Portanto, além dos quilos acusados na balança, é importante saber quanta gordura nosso corpo possui. Porque mesmo depois de algumas semanas de exercício podemos pesar o mesmo – ou mais – e estar mais saudável se convertemos as reservas de gordura em massa muscular.

Nem todos nós acumulamos gordura da mesma maneira; é mais “normal” que as mulheres mantenham reservas em seus quadris e homens em suas barrigas. Embora, claro, sempre haverá mulheres com barriga protuberante e homens com pernas mais grossas.

Diga-me onde você tem gordura e eu te direi como reduzi-la

Pessoa medindo a barriga

Partindo do fato de que um pouco de gordura não agride o corpo – ao contrário – é necessário conhecer os diferentes lugares onde esse “vilão” costuma se acumular e gerar problemas tanto para a saúde quanto para a estética.

Basicamente, existem três tipos de gordura que são armazenados no corpo divididos de acordo com sua localização e outros três tipos de gordura que dependem da sua função e da idade em que aparecem:

Tipos de gordura

1. Gordura Visceral

Também conhecida como gordura dura; é um dos tipos de gordura que está localizada entre os órgãos do abdômen e, além de ser a mais difícil de eliminar, é a mais perigosa … Está relacionada à obesidade, diabetes e ataques cardíacos!

Geralmente é mais frequente em homens e para reduzi-la devemos escolher exercícios de alta intensidade como HIIT, Crossfit ou boxe. Neste tipo de treino aumentamos o metabolismo e queimamos as gorduras (não só da barriga, mas de outras partes do corpo).

2. Gordura Periférica

Ela se acumula nos membros inferiores e superiores e também é chamada de “mole ou subcutânea” porque está sob a pele. Embora não esteja alojada entre os órgãos, cobre uma área mais extensa do corpo. É um dos tipos de gordura mais comum em mulheres e em glúteos e quadris.

A fim de reduzir este tipo de gordura (não é uma tarefa simples), você pode realizar exercícios de força que a transformam em massa muscular. Mas atenção, porque se queremos perder gordura nas pernas, não devemos fazer exercícios só para as pernas. O treinamento tem que ser abrangente: pouco a pouco as gorduras vão se “descolando” e sendo eliminadas.

3. Gordura Intramuscular

Localizada entre as fibras dos músculos é, em comparação às outras duas, a gordura que se acumula em menor proporção. Aparece em homens e mulheres à medida que envelhecem. Pode-se dizer que não é necessário reduzi-la a menos que isso gere um problema em nossa saúde. Bons hábitos e uma dieta equilibrada podem ajudar muito.

É importante saber que a gordura que seu corpo pode ter vai sofrendo mudanças com a idade. Quando você é criança, você acumula aquela que produz energia e aumenta seu metabolismo; na idade adulta, você tem aquela que é armazenada e só vai servir de energia se você passar dias sem comer e, à medida que envelhece, aparece uma gordura que é uma espécie de “combinação” dos outros dois.

Finalmente, tenha em mente que a gordura pode se acumular em diferentes áreas de acordo com nossos hábitos e dieta. Por exemplo, se você comer muitos açúcares, isso será sentido em sua barriga. Se você passar muitas horas sentada, a área das nádegas aumentará e, se você notar o estômago, os braços flácidos e as papadas é provavelmente devido a um excesso de comida.