Quais as consequências do confinamento para um atleta?

20 de maio de 2020
O confinamento é uma situação excepcional, uma novidade para todo mundo. Enfrentar esse período com uma atitude positiva é a chave para não ser afetado negativamente.

Uma dúvida muito recorrente no momento atual é como este período de confinamento pode afetar um atleta. O mundo do esporte foi indefinidamente paralisado por essa situação, e ninguém sabe dizer exatamente quando tudo voltará ao normal.

Os atletas são obrigados a treinar em casa, mas na maioria dos casos é impossível fazer isso já que eles não possuem o equipamento necessário ou o espaço para fazê-lo como faziam antes. É uma situação de incerteza que se torna incômoda para qualquer pessoa ligada ao mundo do esporte.

Não obstante, isso não significa que o período vai afetar o esportista necessariamente de forma negativa. A atitude com a qual se enfrenta o confinamento afeta a qualidade dos pensamentos e emoções sentidas.

A quarentena certamente não afeta todos igualmente. Aqueles que têm mais dificuldade para seguir uma rotina de treinamento estando dentro de casa são os mais prejudicados. Por exemplo, no caso de esportes realizados normalmente ao ar livre ou em equipe, é mais difícil planejar um treino em isolamento.

Neste artigo, vamos tentar responder a pergunta de como o confinamento afeta o atleta a partir dos principais âmbitos da psicologia esportiva. Não perca!

O controle das emoções

Para saber como o confinamento pode afetar um atleta, é necessário ter em mente que durante esse período muitas emoções nos invadem – esperança, tédio, ansiedade, irritabilidade.

Todas elas são perfeitamente válidas e importantes. Ou seja, não há emoções boas ou más, todas elas têm sua função e são necessárias, inclusive as vistas como negativas.

É importante se permitir experimentar todas as emoções, e não tentar bloquear as desagradáveis. Além disso, é necessário reservar momentos do dia para focar a atenção em si mesmo, tentar entender as emoções, os sentimentos e o que causa cada um deles.

Garota meditando

Além disso, é importante regular as emoções negativas. Não se trata de reprimi-las, mas sim aceitar que elas estão lá, e fazer algo para que elas não tomem o controle sobre nossa mente.

Respirar, dizer coisas positivas para si mesmo ou expressar os sentimentos de forma artística são todas maneiras úteis para gerir as emoções negativas.

As relações sociais

Sem dúvida, o aspecto social foi muito afetado pelo confinamento. Apesar de não ser mais possível se encontrar pessoalmente com outras pessoas, é necessário manter um contato regular com os nossos amigos e com aqueles com quem tínhamos contato antes.

Graças à tecnologia, é muito fácil falar com quem quer que seja, inclusive pessoas que estão fisicamente longe. Além disso, o contato social traz muitos benefícios psicológicos.

Os atletas passam muitas horas com seus treinadores e companheiros de equipe. Cortar de maneira brusca o contato com eles pode afetar de maneira negativa o bem-estar psicológico.

Por isso, se comunicar com os treinadores e companheiros, ainda que seja através de uma tela, ajudará a não se sentir sozinho e a lidar melhor com a situação.

O estabelecimento de metas

O confinamento pode ser uma boa oportunidade para se desconectar da sufocante rotina que um atleta tem. Pode ser também um tempo de relaxamento e crescimento pessoal. Pensar sobre os pontos fortes e fracos e estabelecer um plano para uma mudança pessoal melhorará o humor e dará significado para o confinamento.

Por outro lado, nos casos de atletas que estão com problemas físicos, o confinamento pode servir para descansar o corpo e focar em melhorar o aspecto mental, muitas vezes deixado de lado. Colocar em práticas técnicas psicológicas como o relaxamento ou a visualização tem um impacto muito positivo na saúde mental.

O controle dos pensamentos negativos

Ao longo do dia milhares de pensamentos passam pela nossa mente. É uma tarefa muito complicada tentar deixar a mente vazia e não pensar em nada. Também é inevitável ter pensamentos negativos, devido à situação excepcional do confinamento. Mas assim como com as emoções, não podemos permitir que eles nos dominem.

Uma forma eficaz e simples de manter os pensamentos negativos sob controle é se manter ocupado. A capacidade de atenção é limitada e não é possível focar em várias coisas de uma vez. Manter a mente distraída e longe do que está acontecendo no mundo e do que acontecerá no futuro ajudará a se sentir melhor.

Garota ouvindo música

O confinamento pode afetar o atleta positivamente

O confinamento é uma situação nova, e em algum momento ela terá um fim e pouco a pouco voltaremos a treinar com normalidade. Enquanto isso durar, temos que ter paciência e aproveitar os momentos de descanso.

Para que este período de confinamento afete positivamente o atleta, é importante estabelecer uma rotina de treino e descanso. Além disso, é útil dedicar um tempo a si mesmo, escutar os próprios pensamentos e viver todas as emoções.

Não podemos esquecer o papel chave que a atitude positiva tem na hora de enfrentar o dia a dia. Ver cada jornada como uma oportunidade ou valorizar os pequenos sucessos que são alcançados diariamente influenciará de maneira positiva o bem-estar do atleta ou de qualquer pessoa.

  • McCarthy, Paul. (2011). Positive emotion in sport performance: Current status and future directions. International Review of Sport and Exercise Psychology. 4. 50-69. 10.1080/1750984X.2011.560955.
  • Rodríguez. A (2014), El fitness es un estilo de vida: Gimnasios y sociabilidad en una perspectiva crítica. VIII Jornadas de Sociología de la Universidad Nacional de La Plata, Argentina. Recuperado de: http://www.memoria.fahce.unlp.edu.ar/trab_eventos/ev.4733/ev.4733.pdf