Lesões dos ligamentos do joelho: quais as mais comuns?

25 de dezembro de 2019
Todos os atletas têm medo de sofrer lesões no joelho, principalmente se forem nos ligamentos. Você sabia que podemos trabalhar na prevenção, pelo menos parcial, dessas lesões?

As lesões dos ligamentos do joelho são um motivo comum de trauma. Embora não seja motivo de preocupação se nos exercitarmos com precaução e atenção à técnica, é um tipo de lesão a ser levada em consideração em esportes como futebol ou hóquei, nos quais estamos expostos a movimentos mais bruscos.

Anatomia do joelho

Devemos conhecer a estrutura anatômica para saber quais tipos de lesões dos ligamentos do joelho poderíamos sofrer. Para isso, veremos quais ligamentos temos nessa articulação e quais são mais propensos a uma lesão.

1. Ligamento cruzado anterior (LCA)

Este ligamento atravessa a parte interna da articulação e evita que a tíbia se hiperestenda em relação ao fêmur. É o ligamento que se lesiona com mais frequência.

Não é incomum que sua lesão esteja associada ao ligamento lateral interno do joelho e do menisco, com os quais forma a conhecida “tríade”. É lesionado devido a movimentos bruscos e mudanças de direção, como as que ocorrem no futebol ou basquete.

Síndrome de Hoffa

2. Ligamento cruzado posterior (LCP)

Assim como o ligamento cruzado anterior, ele atravessa o interior do joelho, mas posterior ao anterior. Sua lesão é menos comum e menos dolorosa que a do LCA. A lesão desse ligamento geralmente é, com mais frequência, resultado de golpes e traumas.

Tipos de lesões dos ligamentos do joelho.

Imagem: artroscopiadrcortez.com

3. Ligamentos laterais (LLI e LLE)

São dois ligamentos que percorrem as faces laterais da articulação. Temos dois: um na face interna, que é o ligamento lateral interno, e outro pela face externa, que é o ligamento lateral externo.

Esses ligamentos impedem que ocorram giros bruscos do joelho, tanto interna quanto externamente. Sua lesão é típica de giros bruscos com o pé apoiado ou de traumatismos.

Fatores de risco

Há uma série de fatores de risco que podem aumentar a probabilidade de sofrer este tipo de lesão nos ligamento do joelho:

  • A obesidade é um dos principais fatores de risco. Quando uma pessoa com obesidade começa a se exercitar, além de colocar a articulação diante de um estresse que não está acostumada a suportar, precisa carregar todo o peso adicionado. Por isso, esses indivíduos precisam começar a praticar esportes de forma mais gradual e controlada.
  • Esportes de risco. Modalidades como futebol, hóquei, basquete ou até pádel incluem muitas mudanças repentinas de movimento e intensidade, assim como certos giros que podem levar a lesões em nossos ligamentos.
  • Traumatismos. Como já mencionamos, as lesões de alguns desses ligamentos em muitos casos são causadas por traumas. Por isso, certas profissões ou a prática de alguns esportes de contato estão associadas a um risco aumentado de sofrer uma lesão nos ligamentos.
Dores causadas pelas lesões dos ligamentos do joelho.

Prevenção das lesões dos ligamento do joelho

A melhor maneira de combater este tipo de lesão é a prevenção. A seguir, listaremos uma série de recomendações que geralmente são feitas para colocar em prática e cuidar de nossos joelhos:

  • É essencial iniciar com um bom aquecimento, que nos ajudará a preparar a articulação para o trabalho.
  • Os alongamentos no final da sessão servem para eliminar toxinas e metabólitos que se acumulam nas estruturas periarticulares (especialmente a bursa) e favorecem a inflamação. Além disso, permitem que você relaxe os músculos usados ​​durante a atividade física.
Menina se alongando

  • É aconselhável adquirir conhecimentos de biomecânica e ergometria. Para isso, podemos ir à um fisioterapeuta ou especialista em medicina esportiva, que nos ensinará a realizar exercícios com uma técnica apropriada. Também é possível que nos proponham exercícios de fortalecimento, que ajudarão a evitar essas lesões.

Finalmente, se já sofremos alguma dessas lesões, a primeira coisa que devemos fazer é procurar um traumatologista para decidir qual tratamento será apropriado. Em muitos casos, isso envolve passar pela sala de operações.

De qualquer forma, é recomendável enfatizar a prevenção e o fortalecimento articular para evitar as lesões dos ligamentos dos joelhos.

  • Forriol, F., Maestro, A., & J, V. M. (2008). El Ligamento cruzado anterior : morfología y función The anterior cruciate ligament : Morphology and function. Trauma Fundación MAPFRE19, 7–18.
  • Calzada, B. (2006). Biomecánica de la articulación de la rodilla tras lesiones ligamentosas. Revista Internacional de Metodos Mumericos Para Calculo y Diseño En Ingenieria22, 63–78. Retrieved from http://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=2004170
  • Jacquot, L., Selmi, T. A. S., Servien, E., & Neyret, P. (2012). Lesiones recientes de los ligamentos de la rodilla. EMC – Aparato Locomotor36(2), 1–22. https://doi.org/10.1016/s1286-935x(03)72276-x
  • An Overview of Knee Ligament Injuries [Internet]. WebMD. 2019 [cited 13 March 2019]. Available from: https://www.webmd.com/fitness-exercise/guide/knee-ligament-injuries#1
  • (LCA) L. Lesión del ligamento cruzado anterior (LCA): MedlinePlus enciclopedia médica [Internet]. Medlineplus.gov. 2019 [cited 13 March 2019]. Available from: https://medlineplus.gov/spanish/ency/article/001074.htm