Dor abdominal durante o exercício: por que surge e o que fazer

21 de maio de 2019
Por que ocorre esse incômodo que é a dor abdominal? Na prática são muitos os fatores que podem influenciar: má alimentação, estresse, rigidez muscular, falta de oxigênio nos músculos, entre outros.

Existem várias hipóteses sobre por que ocorre a dor abdominal. O que se tem certeza é que se trata de uma dor aguda localizada sob as costelas, na parte superior do abdômen, junto ao diafragma. Outro fato empírico é que surge ao realizar um grande esforço físico, como correr, de forma abrupta ou sem aquecimento.

Por que aparece, o que fazer em cada caso e como evitá-la? Existe algum esporte que seja mais propenso à dor abdominal? É algo relacionado ao que você come ou bebe antes do exercício? Há pessoas mais propensas ​​do que outras a tê-la? Todas estas questões terão suas possíveis explicações expostas a seguir.

Possíveis causas da dor abdominal

Até pouco tempo atrás, pensava-se que as dores abdominais eram causadas por gases acumulados. Isso foi descartado por outras hipóteses mais consistentes. No entanto, nenhuma mostrou evidências suficientes para dar uma resposta àqueles que experimentaram essa dor durante o exercício.

O nome clínico desta dor é “dor abdominal transitória” (DAT) e está diretamente relacionada à atividade física porque aparece durante os exercícios e desaparece alguns segundos depois de parar o movimento.

Existem pelo menos três explicações possíveis para o surgimento da dor abdominal. A primeira e mais comum é que se trata de algo relacionado à comida ou bebida ingerida antes da realização do esporte em questão. No entanto, nem todos os alimentos ou bebidas são propensos a produzir a dor abdominal.

A segunda explicação sobre o porquê da dor abdominal remete à rigidez muscular que alguns atletas podem ter. Ocasionalmente, os músculos que dão estabilidade à coluna podem estar muito rígidos ou hipertônicos. Esta seria a causa da dor latejante sob o diafragma.

Possíveis causas da dor abdominal

A terceira hipótese explica a existência da dor abdominal por problemas respiratórios. A dor aguda seria provocada, seguindo este raciocínio, pela falta de oxigênio no músculo devido à falta de coordenação entre o diafragma e o movimento respiratório.

A influência sobre outros órgãos

De acordo com esta última hipótese, a de falta de oxigênio, outra possível explicação é o fato dos ligamentos do diafragma se estenderem a órgãos próximos, como o fígado.

Esta situação se deve, como na terceira hipótese, à uma falta de coordenação ao respirar. Essa tensão é maior se antes da realização de exercícios forem ingeridos alimentos “pesados”.

A explicação mais aceita para a existência de dores abdominais é a que se refere a um fenômeno multifuncional; isso significa que pode aparecer por uns ou outros motivos de maneira indistinta.

No entanto, pode-se fazer uma classificação entre os esportes em que a dor abdominal aparece com mais regularidade. Assim, diz-se que é na natação que as pessoas são mais propensas a sofrer destas dores intensas. Em segundo lugar fica a corrida, seguida da equitação, da aeróbica, do basquete e do ciclismo.

Existem pessoas propensas à dor abdominal?

Embora não haja causas determinantes, há uma observação sobre as pessoas mais propensas a sofrê-la. Alguém com cifose, por exemplo, tem sua coluna inclinada para a frente. Como resultado, há rigidez nas costas e a pessoa apresenta problemas especialmente nos músculos cervicais.

Além disso, dor abdominal é muito mais frequente em crianças e adultos jovens do que em pessoas com mais de 30 anos. No entanto, não se distingue entre os sexos, uma vez que aparece igualmente em homens e mulheres. Quanto mais condicionada fisicamente a pessoa for, menos propensa será de sofrer desta dor.

Como evitar a dor abdominal?

O hábito de evitar alimentos que inflamem o estômago ou os intestinos é um bom começo para evitar a dor abdominal. Além disso, também é importante treinar os pulmões e o diafragma, mantendo a respiração no mesmo ritmo pelo máximo de tempo possível.

Outros recursos a serem levados em conta e que servem ​​para realizar esportes de maneira responsável são:

  • Correr, nadar ou fazer aeróbica com o estômago o mais leve possível.
  • Beber água em pequenos goles durante o treino.
Como evitar a dor abdominal?

  • Escolher um calçado adequado para cada tipo de atividade física.
  • Visitar um fisioterapeuta em caso de cifose.
  • Aquecer os músculos antes de treinar.

O que fazer se a dor aparecer?

Em primeiro lugar, não se deve parar o movimento de maneira abrupta. A melhor alternativa é pressionar a região com dor e flexionar o tronco muito lentamente.

Quando a dor começar a desaparecer, você deve realizar um movimento lateral alongando o lado onde a dor surgiu. Depois disso, você pode retomar os exercícios habituais.