O que acontece quando você tem um excesso de suor?

8 de outubro de 2019
Através do processo da transpiração, o nosso corpo usa diferentes processos para buscar o equilíbrio térmico. O suor é produzido porque o corpo secreta umidade para se hidratar. Como tratar o excesso de suor?

Um excesso de suor o tempo todo é algo muito desconfortável para quem tem esse problema, ainda mais em um encontro romântico ou em uma situação onde a pessoa está exposta, com outras pessoas olhando para ela.

Nessas circunstâncias, é comum aparecerem pensamentos negativos sobre a aparência pessoal que acabam afetando a autoestima.

A transpiração é o resultado de uma estimulação normal do organismo diante do calor, ao buscar o seu equilíbrio térmico. Através das glândulas sudoríparas localizadas nas axilas, mãos, pés e testa, o corpo secreta fluidos para se resfriar.

É normal aparecer um pouco de suor ao estar em contato com a luz solar direta. Durante o verão, caminhando na praia ou praticando esportes, é até uma resposta desejável em um corpo saudável.

No entanto, existem diversas circunstâncias que podem levar uma pessoa a ter um excesso de suor. Pode até mesmo haver certos distúrbios, tais como a hiperidrose.

O que é a hiperidrose?

A hiperidrose é o excesso de suor sem causa aparente e é considerada uma doença benigna. As glândulas sudoríparas muito ativas geram um aumento incontrolável da transpiração, o que causa grande desconforto para as pessoas que sofrem desse problema.

A doença está associada ao tipo de personalidade introvertida, que são os indivíduos tímidos nas relações sociais. Existem dois tipos de hiperidrose.

  • Hiperidrose primária ou focal: é caracterizada por sudorese descontrolada nas mãos, pés e axilas, sem gatilho aparente. Está associada a estados de ansiedade fisiológica devido a distúrbios emocionais, como o medo, por exemplo. Fatores hereditários também são considerados como causa provável.
  • Hiperidrose secundária ou generalizada: a produção excessiva de suor tem causas médicas ou patológicas e pode aparecer no corpo inteiro. É um sintoma importante em doenças hormonais, tais como o hipertireoidismo. Também aparece com a menopausa e a obesidade. Além disso, também é observada em distúrbios da medula ou do sistema nervoso central.
ter um excesso de suor

Quando o excesso de suor é normal?

As pessoas geralmente transpiram mais do que o normal quando têm alguma alteração emocional. O organismo, ao interpretar os sinais de medo ou ansiedade, gera mais suor para se regular internamente.

O principal problema é que as pessoas geralmente fazem muitas coisas para se manterem secas. Quanto maior o nível de estresse, mais transpiração. Essa situação cria um conflito que cria um ciclo vicioso. Tudo isso afeta a autoestima e a qualidade de vida das pessoas com essa condição, que geralmente evitam o contato social.

Por outro lado, se houver um baixo nível de glicose no sangue, o excesso de suor também pode aparecer. Ele se manifesta como um sintoma comum do desconforto interno, da mesma forma que acontece com as dificuldades digestivas ao processar certos tipos de alimentos.

Além do exposto acima, alterações hormonais esperadas, tais como gravidez ou menopausa, também podem causar transpiração excessiva.

Isso ocorre principalmente pelo aumento da temperatura corporal interna, como resultado das mudanças no sistema endócrino. Isso faz com que o corpo se regule com uma maior quantidade de transpiração.

Como tratar a hiperidrose?

Felizmente, existem diferentes tratamentos médicos para tratar a doença. Os métodos mais frequentes são os orais e tópicos.

O botox e as descargas elétricas também são usados como procedimentos alternativos. Em certas situações, intervenções cirúrgicas para remover algumas glândulas sudoríparas também podem ser consideradas.

Certamente é importante ter em mente que qualquer tratamento médico acarreta alguns riscos à saúde geral. Portanto, o tipo de procedimento mais apropriado deve ser avaliado com tempo e consultoria especializada, de acordo com o caso em particular.

tratar a hiperidrose

Tratamentos caseiros

É sempre útil usar roupas e acessórios confortáveis e frescos para evitar o superaquecimento do corpo. Existem tecidos adequados para esse fim, como o algodão, por exemplo.

Da mesma forma, recorrer aos antitranspirantes contribui para a higiene e mantém o corpo seco por várias horas. Ao mesmo tempo, produtos como café, tabaco e alimentos muito condimentados também devem ser evitados.

Para as mãos suadas, mergulhá-las em água com vinagre durante 10 minutos, duas vezes ao dia, é algo muito útil. Finalmente, também não podem ser deixadas de lado as atividades físicas que facilitam a regulação da temperatura corporal e, ao mesmo tempo, promovem um estado de relaxamento para o corpo.