Você já ouviu falar da ansiedade que afeta os esportistas?

26 de janeiro de 2019
Saiba quais são os sintomas da ansiedade, como ela pode afetar o nosso rendimento esportivo e a sua vida normal e como combatê-la de maneira eficaz

É possível que um esporte possa levar um indivíduo a desenvolver ansiedade? Descubra neste artigo o que acontece entre os esportistas e sua capacidade mental para lidar com seus medos e exigências.

Os esportistas devem lidar com a pressão, o estresse e a exigência no esporte que praticam, além das adversidades que se apresentam nas suas vidas. Controlar e manter o equilíbrio e a saúde mental é extremamente importante para o seu desempenho e bem-estar em geral.

O que é ansiedade?

A ansiedade é uma reação involuntária e antecipada à uma situação ou pensamento negativo ou perigoso. O organismo gera determinadas reações a estímulos internos ou externos, que costumam ser desagradáveis e cheios de tensão.

Homem suando e nervoso

De acordo com Aaron Beck, a ansiedade é a percepção do indivíduo em um nível incorreto, baseada em falsas premissas, ou seja, uma perspectiva negativa e preocupante das situações que se apresentam.

Pois bem, essa doença é muito complexa, não existe um gatilho que a cause, pelo contrário, é uma combinação de diferentes fatores como:

  • Personalidade.
  • Estilo de vida.
  • Fatores genéticos.
  • Padrões de enfrentamento do estresse.
  • Experiências traumáticas.
  • Consumo de drogas ou outros estimulantes.

A partir desses elementos, desenvolve-se a ansiedade (não confundir com transtorno de ansiedade), apresentando sintomas como enjoos, náuseas, tremores e, até mesmo, irritabilidade e dificuldade de concentração.

Ansiedade nos esportistas

O esporte é uma atividade que envolve o corpo e a mente, ao mesmo tempo que traz muitíssimos benefícios para a saúde de ambos. Além disso, a maioria das pessoas que faz esporte costuma ser bem-sucedida no outros aspectos das suas vidas.

Levando sempre em consideração os benefícios do esporte, pode parecer contraditório que os esportistas desenvolvam um estado de ansiedade. No entanto, é muito provável isso acontecer por causa das diferentes situações que um esportista deve enfrentar:

1. Pressão

Por um lado, a pressão esportiva é necessária em determinados momentos, já que através dela o esportista aumenta o seu nível de competitividade e rendimento, por outro, a pressão em exceção não é boa. E o excesso pode surgir pois ela se apresenta em diferente contextos:

  • Pressão por parte do treinador.
  • Pressão por causa de uma competição.
  • Pressão por causa de rivalidade ou desavenças com colegas.

2. Estresse

Os treinos, as lesões ou doenças, e o esforço exagerado para cumprir com todas as exigências podem colocar o esportista sob um grande nível de estresse, especialmente quando tem restrições de tempo para alcançar seus objetivos.

3. Cansaço

Cada pessoa tem um estilo de vida particular, algumas vidas giram em torno do esporte e outras nem tanto. Contudo, qualquer um pode chegar ao ponto em que o cansaço influencia de maneira negativa.

Mulher cansada na academia

Os esportistas devem lidar com o cansaço físico provocado pelo fato de submeterem seus corpos à realização de movimentos que podem ferir seus músculos, articulações e ligamentos. Somado a isso, devem lidar com o esforço mental desprendido durante o treino.

4. Quedas ou acidentes

Uma queda, uma execução errada de um exercício, um escorregão ou um acidente durante a atividade física pode desencadear uma ansiedade como reação ao problema gerado, quer dizer, ansiedade por causa de um acontecimento específico.

Se um ginasta, por exemplo, realiza um salto e por algum motivo cai de maneira muito dolorosa, ele poderá desenvolver um padrão de ansiedade em relação a esse salto no futuro. Em outras palavras: ele sente ansiedade antes de executar esse salto por causa de uma experiência traumática.

Esporte e ansiedade

Embora a ansiedade nos esportistas não costume ser muito levada em consideração, é um problema que acontece sim, e com mais frequência do que acreditamos. E não deve ser ignorado. As pessoas que realizam atividades físicas precisam não só cuidar muito do seu corpo como também das suas mentes.

Nem todos os esportistas desenvolvem ansiedade, depende de muitos fatores específico do indivíduo. No entanto, é preciso levar em consideração os seguintes fatores:

  • Não ignore os sinais da ansiedade, eles podem aumentar com o passar do tempo, o que poderia piorar suas consequências.
  • Se sentir que há fatores nos seus treinos esportivos que causam ansiedade, fale com o seu treinador ou com um especialista.
  • Procure o equilíbrio entre as atividades que você realiza, reserve um tempo para espairecer a sua mente.
  • Não sinta vergonha de procurar um psicólogo, é o melhor que você pode fazer, mesmo que seja para checar se está tudo bem.

A mente é um mar profundo, cheio de complexidades, e pode estar turvo no momento, mas ele vai se acalmar. A ansiedade nos esportistas é um tema delicado e complicado e é uma realidade no esporte, no entanto, tem solução e  é só questão de prestar atenção e dar a importância necessária a ela.

  • CHEVALLON, S. (2000). El entrenamiento psicológico del deportista. Barcelona: editorial De Vecchi.
  • Estrada, P. R. (2007). Implicaciones psicológicas de las lesiones deportivas. Lecturas: Educación Física y Deportes.
  • Englert, C., & Bertrams, A. (2012). Anxiety, Ego Depletion, and Sports Performance. Journal of Sport and Exercise Psychology34(5), 580–599. https://doi.org/10.1123/jsep.34.5.580