Ativação do assoalho pélvico para gestantes

13 de março de 2020
O fortalecimento do assoalho pélvico deveria ser comum na rotina de treinamento de qualquer mulher, mas ele ganha ainda mais importância durante a gravidez.

No campo da atividade física, treinamento pessoal e fisioterapia, existe um grande problema: os atletas ou pacientes desconhecem a importância do assoalho pélvico. 

Fortalecê-lo deveria fazer parte da rotina diária, tanto para mulheres que não praticam nenhuma atividade física quanto para aquelas que praticam de maneira habitual.

No entanto, há um grupo populacional para o qual esse fortalecimento é essencial: o das gestantes. Se uma mulher que está nesse estado deseja chegar ao momento do parto em melhores condições, ela deve prestar atenção aos exercícios de fortalecimento que vamos explicar ao longo deste artigo.

Mas, antes de nos aprofundarmos no assunto, vamos explicar tudo o que você precisa saber sobre esta importante parte do corpo.

O assoalho pélvico

Essa parte do corpo, localizada na parte inferior da região da pelve, é composta de diferentes órgãos, músculos e ligamentos – daí a sua importância vital. De acordo com diversos autores, o assoalho pélvico é formado pelas estruturas que vamos mencionar a seguir:

  • No nível muscular: é composto pelos músculos coccígeo, elevador do ânus e pelo diafragma pélvico.
  • Órgãos: na região média, está o útero e a vagina nas mulheres e a próstata e a vesícula nos homens. Na região anterior, encontramos a bexiga e a uretra, enquanto na região posterior ele é composto pelo reto e pelo canal anal.

Lesões no assoalho pélvico durante a gravidez

O assoalho pélvico é uma parte do corpo que geralmente fica debilitada durante a gravidezIsso ocorre porque o útero precisa suportar um peso maior do que o de costume.

Ao mesmo tempo, há a desvantagem do fator hormonal, uma vez que os hormônios produzidos pelo corpo durante a gravidez agem como relaxantes musculares. 

Ativação do assoalho pélvico para gestantes

Por tudo isso, na hora do parto, existe a possibilidade de ocorrer algum tipo de lesãoEla pode ser causada tanto pelo esforço quanto pelo estresse existente durante o parto.

O ganho de peso durante a gravidez aumenta o peso que o útero suporta, de modo que o assoalho pélvico pode ser danificado. Além disso, devido à diminuição da atividade física e do movimento que existe nesta fase, é possível que haja constipação, o que fará com que os músculos pélvicos estejam submetidos a grandes esforços.

Para que o dano no assoalho pélvico seja o menor possível, será essencial seguir uma série de recomendações para que a gestante possa chegar em melhores condições ao momento do parto.

Importância da ativação do transverso abdominal

Se quisermos fortalecer o assoalho pélvico, é importante conhecermos a função de certos segmentos e músculos para o seu bom funcionamento. Aqui surge um músculo essencial para o bom fortalecimento do assoalho pélvico: o transverso abdominal.

A sua ativação será essencial para executar os exercícios de Kegel adequadamente. Esses exercícios são baseados na contração seguida pelo relaxamento de toda a musculatura da região da pelve, com a forte ativação do assoalho pélvico durante esse processo.

Essa ativação do transverso ajuda para que tanto os órgãos pélvicos quanto o anel pélvico e a bexiga permaneçam no lugar.

Para que a ativação do transverso seja correta, será essencial contraí-lo com uma faixa, tentando reduzir a circunferência da cintura. Isso também evitará que a lombar sofra ao executar esses exercícios para o assoalho pélvico.

O assoalho pélvico durante a gravidez: dicas

  • Tenha muito cuidado com o seu controle postural: acima de tudo, será essencial manter uma boa postura lombar, a fim de evitar lesões futuras no parto.
  • Tenha bons profissionais ao seu redor: consulte um especialista para que ele possa guiá-la nesse processo. O trabalho hipopressivo também é positivo para que o assoalho pélvico esteja nas melhores condições, tanto antes quanto depois do parto.
  • Continue com um ritmo de vida ativo: sem dúvida, isso não se aplica aos casos nos quais o médico tiver indicado o repouso.
Ativação do assoalho pélvico para gestantes

  • Não se descuide da sua alimentação: será essencial manter uma dieta equilibrada para evitar o quadro de constipação acima mencionado, que pode causar alterações no assoalho pélvico devido aos esforços.
  • Evite esportes que exijam impacto: você não deve causar estresse excessivo ao períneo. Nadar ou andar de bicicleta, por exemplo, são boas alternativas para se exercitar na gravidez sem grandes problemas.

Conclusões

Como podemos ver, o fortalecimento do assoalho pélvico desempenha um papel fundamental, tanto durante a gravidez quanto no pós-parto.

Então, siga as recomendações acima mencionadas e você verá o progresso de fortalecimento do assoalho pélvico. No entanto, nunca ignore as instruções do seu médico e sempre busque acompanhamento antes de fazer alterações na sua rotina de alimentação ou exercícios.

  • Carrillo, G. & Sanguineti, A. (2013). Anatomía del suelo pélvico. Revista de medicina clínica. 24 (2), 185 – 189.
  • Nygaard IE, Shaw JM. Physical activity and the pelvic floor. Am J Obstet Gynecol. febrero de 2016;214(2):164-71.