Exercícios que não podem faltar ao trabalhar os peitorais

29 de janeiro de 2019
Um dos principais objetivos de homens e mulheres que treinam é fortalecer seus músculos peitorais. Listamos alguns exercícios infalíveis para conseguir fazer isso.

Trabalhar os peitorais é uma das metas mais presentes no treinamento dos homens. É uma das áreas nas quais mais se coloca atenção e esforço, visto que também é uma das que são mais visíveis. Além disso, os músculos peitorais são um dos maiores e mais poderosos grupos musculares do corpo.

Esta área exige muita perseverança e esforço para ser exercitada. Nesse sentido, há uma grande variedade de exercícios para fazer isso. No entanto, existem certos exercícios que são mais eficazes do que outros quando se trata de construir massa muscular e aumentar o volume dos peitorais.

Além disso, é importante ter em mente que são várias as áreas a serem trabalhadas; entre elas, podemos listar a área intermediária, a parte superior e a parte inferior. A seguir, vamos ver alguns exercícios que não podem faltar ao trabalhar os peitorais.

Os melhores exercícios para trabalhar os peitorais

Supino: o exercício que nunca pode faltar

O supino é um dos clássicos ao trabalhar os peitorais, e também um dos exercícios mais completos. Há várias modalidades, dependendo da área que se queira trabalhar. Com este exercício, é possível definir e fortalecer esse grupo muscular através do levantamento de peso.

No supino reto, os exercícios são feitos em uma banco na referida posição, a cabeça voltada para cima e com as costas fixas no banco. Trata-se de levantar um peso livre, a partir do peito, levantando os braços um certo número de vezes.

O peso e o número de repetições variam de acordo com o condicionamento físico, o nível de treinamento e as necessidades de cada pessoa. Este exercício ajuda a trabalhar a área média do peito.

Por outro lado, o supino inclinado é o mesmo exercício, mas com a diferença de que o banco fica ligeiramente inclinado para cima. Nesta posição, a parte superior do peito será fortalecida.

A terceira variante do supino é aquela feita com o banco inclinado para baixo, ou supino declinado. Sua área de incidência é a parte inferior do peito.

Homem fazendo supino

Supino com halteres

O supino com halteres é outro dos exercícios mais conhecidos para o treinamento de peitorais. Neste caso, também vai ser necessário um banco no qual nos deitemos de costas e alguns halteres. A posição inicial será com os braços estendidos para a frente e ligeiramente flexionados nos cotovelos.

A partir dessa posição, o exercício vai consistir em abrir os braços para os lados até que eles se estendam, na altura do peito. Então, retorna-se à posição inicial, contraindo os músculos peitorais. Ao fazer esse movimento, a área central do peito vai ser trabalhada.

Deve-se tomar cuidado para que os braços não se abram demais, para evitar que o esforço fique sobre os ombros e não sobre os peitorais. Se isso acontecesse, o risco de lesão aumentaria e, além disso, os resultados desejados não seriam alcançados.

Flexões

As flexões também não podem faltar em um treino de peitorais. É um exercício simples, que não requer nenhuma ferramenta específica e que é muito eficaz. Para fazê-lo, é necessário ficar voltado para baixo, com as mãos apoiadas no chão, na altura do peito.

Enquanto usamos os pés como um segundo ponto de apoio, vamos tentar levantar todo o peso até que os braços estejam totalmente estendidos. Este exercício tem a vantagem de, ao contrário do trabalho com pesos, permitir trabalhar os peitorais sem forçar a parte superior das costas.

Este exercício pode ser feito em diferentes versões, dependendo da área específica do peito que se queira trabalhar. Além disso, ao fazer flexões, os tríceps, o abdômen e os glúteos também são fortalecidos.

Natação

A natação é um excelente exercício aeróbico que ajuda a queimar calorias e a acelerar o metabolismo. Além disso, também é uma excelente opção para quem quer queimar gordura ou evitar acumulá-la. Além de tudo isso, a natação trabalha intensamente os peitorais.

A natação é um excelente exercício aeróbico

Para fortalecer e definir essa área do corpo, é necessário nadar principalmente com o estilo de nado crawl. Recomenda-se fazer séries curtas e rápidas caso se queira ganhar volume; em contraste, é melhor recorrer a séries mais lentas e suaves se o objetivo for queimar gordura.

A natação também vai ajudar a evitar as dores e lesões que podem ocorrer com os exercícios de musculação. Este é um dos esportes e atividades mais completos.

Como você deve ter notado, as alternativas são muito variadas no que se refere a exercitar os peitorais. Assim, cabe a cada atleta e a quem o assessora escolher os exercícios mais adequados e saber como organizá-los. Em qualquer caso, é mais do que aconselhável fazer um aquecimento prévio e alongar ao final.