Pegar peso pesado é bom para fortalecer os músculos em pouco tempo?

28 de junho de 2019
Para um músculo mais forte, a carga que utilizamos durante o exercício é de extrema importância. O uso de pesos maiores é efetivo para esse objetivo?

Quando se treina com pesos, os objetivos principais são o ganho de força, resistência e massa muscular. No entanto, existem vários métodos para alcançá-lo. Um deles é o uso de peso pesado, sobre o qual nos aprofundaremos no artigo a seguir.

É claro que não podemos começar a treinar com cargas máximas desde o nosso primeiro dia na academia. Não é possível nem mesmo para esportistas avançados.

O uso de qualquer peso pesado requer um avanço progressivo para medir a força muscular e evitar esforços em excesso que acabem em lesões. Da mesma forma, deve-se começar com poucas repetições, pelo menos até cada grupo muscular ter dominado essa carga tão exigente.

O que define um peso como pesado?

A medição das cargas é realmente importante para alcançar qualquer objetivo que tenhamos com um treinamento. Podemos dizer “amanhã utilizarei um peso pesado para este exercício”. Mas será que somos realmente capazes de determinar a carga correta e o número de repetições?

É claro que é conveniente fazer esse planejamento com um profissional, mas também é bom conhecê-lo por conta própria. Então a primeira coisa será saber a repetição máxima (RM) em cada exercício. Ou seja, o peso que podemos levantar fazendo apenas uma repetição.

A partir daí, é apenas uma questão de medir porcentagens. Um peso pesado envolveria o trabalho com uma carga que chegue a 85% do RM, ou até mais. Este treinamento é benéfico para trabalhar a força máxima.

Para aumentar o ganho de força, geralmente trabalha-se entre 60% e 80% da capacidade de um esportista. Se é aplicada uma porcentagem menor de carga e são realizadas mais repetições, o treino geralmente se orienta à hipertrofia muscular.

Peso pesado para músculos mais fortes

Além desses dados, é importante destacar que cada treino é projetado especificamente para as necessidades, os objetivos e as capacidades de cada pessoa. Portanto, embora esses parâmetros geralmente sejam aplicados a muitas pessoas, podem não ser eficazes para outras.

Pegar um peso pesado para músculos mais fortes

O treino com um peso pesado ​​é realmente útil para adquirir força, isso é indiscutível. Aqueles que realizam esse tipo de treino geralmente trabalham com até três repetições por série. Inclusive, é possível fazer apenas uma. É sempre importante treinar com alguém que supervisione e colabore, para maior segurança.

No entanto, algo importante que devemos esclarecer a esse respeito é que esse tipo de exercício geralmente não é recomendado para os treinos de isolamento. Ou seja, não devemos realizá-lo para fortalecer pequenos grupos musculares.

O principal motivo é o desgaste excessivo que ocorre nas juntas, o que não compensa diante dos poucos resultados que podem ser alcançados.

Pelo contrário, é altamente recomendável utilizar um peso pesado para exercícios que envolvam músculos grandes. Se você introduzi-los no seu treino de vez em quando, gerará um estímulo ao qual seu corpo não está acostumado e, portanto, aumentará o rendimento em quase todos os sentidos.

Exercício com cargas maiores para a hipertrofia

É fato que a utilização de grandes cargas faz com que o músculo se estresse, que suas fibras se rompam e, quando recompostas, cresçam. Este processo é o que conhecemos como hipertrofia, que também influencia no ganho de força e resistência de um músculo.

Exercício com cargas maiores para a hipertrofia

No entanto, devemos ter algo importante em mente quando se trata de usar pesos pesados para ganho muscular: primeiro, como mencionamos anteriormente, eles não são bons para exercícios de isolamento. Além disso, lembre-se de que eles exigem um período de recuperação mais longo e uma alimentação compatível.

Entretanto, para obter músculos mais definidos, o que deve ser feito na realidade é combinar essas cargas elevadas com outras menores, mas realizando um número maior de repetições.

Para isso, é extremamente útil manter um registro do progresso em termos da quilograma utilizada. Inclusive, você pode planejar com antecedência um dia com peso pesado para um exercício, como o supino no banco, e também uma pausa subsequente.

Finalmente, lembre-se sempre da importância do aquecimento antes do exercício, especialmente ao levantar grandes cargas. Mais do que nunca, você deve se certificar de que seus músculos estão preparados para o esforço máximo a que serão submetidos.

  • Vollaard, Niels B. J; Metcalfe, Richard; Williams, Sean. Effect of Number of Sprints in an SIT Session on Change in V˙O2max: A Meta-analysis. Medicine & Science in Sports & Exercise: June 2017 – Volume 49 – Issue 6 – p 1147–1156 doi: 10.1249/MSS.0000000000001204
  • B. R. Ronnestad; E. A. Hansen; T. Raastad. El entrenamiento de la fuerza mejora el rendimiento en un test máximo de 5 min realizado a continuación de 185 minutos de ciclismo. https://g-se.com/el-entrenamiento-de-la-fuerza-mejora-el-rendimiento-en-un-test-maximo-de-5-min-realizado-a-continuacion-de-185-minutos-de-ciclismo-1714-sa-B57cfb2724340d
  • José Miguel del Castillo Molina. 2014. Los mecanismos de la hipertrofia muscular y su aplicación al entrenamiento de fuerza. https://josemief.com/mecanismos-hipertrofia-muscular/
  • William J. Kraemer y Barry A. Spiering. Crecimiento muscular. http://media.axon.es/pdf/68796.pdf