4 dicas para usar o frequencímetro apropriadamente

· 5 de junho de 2019
Se quisermos que o treinamento esportivo traga maiores benefícios à saúde, o melhor a fazer é ter o máximo de informações possíveis. Neste sentido, o frequencímetro é um dispositivo ideal para medir a frequência cardíaca.

Para um treino esportivo apropriado, sempre devemos ter o controle absoluto sobre o funcionamento do corpo. Por isso hoje em dia o uso do frequencímetro é comum. Na verdade, é até mesmo estranho quando alguém, seja ele um atleta avançado ou que esteja começando, não tem um. Que utilidade podemos dar a ele?

Por que usar o frequencímetro?

Trata-se de um dispositivo eletrônico que é responsável por medir a frequência dos batimentos cardíacos em tempo real. É a ferramenta perfeita para quem quer começar uma rotina de exercícios pois o frequencímetro permite que você aprenda um pouco mais sobre o corpo humano e suas limitações.

Todos esses dispositivos possuem um indicador para conhecer a intensidade ideal de um treino com base nas condições físicas de cada indivíduo.

Esse tipo de tecnologia também indica a presença de condições que exigem atenção médica, como uma doença cardíaca, por exemplo. Por essa mesma razão, ele é um aliado indispensável para as pessoas que sofreram acidentes cardiovasculares.

O frequencímetro permite alcançar os objetivos de acordo com as capacidades de cada pessoa. Ele pode indicar em tempo real se você deve aumentar a quantidade ou intensidade dos exercícios em execução.

Além disso, também indica se eles devem ser mantidos, diminuídos ou até mesmo suspensos, uma vez que ele mostra em qual zona de esforço a pessoa está.

Estes dispositivos são muito úteis para melhorar a capacidade aeróbica e anaeróbica. Além disso, também permitem especificar se os resultados desejados em relação à perda de gordura estão sendo obtidos com o exercício em execução.

Os frequencímetros mais atuais contam com GPS, o que faz com que seja mais fácil para os atletas saberem a sua localização geográfica em todos os momentos. Eles também oferecem um contador de calorias. Geralmente são caros, mas este é um investimento que vale o preço.

Por que usar o frequencímetro

Como usá-lo

Os modelos ‘clássicos’ consistem em dois elementos: uma cinta ou faixa transmissora para o peito e o receptor, que é um monitor de pulso que pode ser usado como se fosse um relógio.

A cinta frontal é composta de eletrodos que devem estar em contato direto com a pele, sem qualquer vestimenta no meio. Para que a leitura seja correta, a superfície do corpo deve estar um pouco úmida.

Os frequencímetros mais recentes transmitem sem o uso de fios. Esta informação geralmente é armazenada sob uma codificação única; desta forma, se houver várias pessoas usando esses aparelhos em uma academia, as frequências não se misturam.

Hoje em dia também existem aparelhos modernos que não requerem cinta no peito, já que coletam os dados diretamente do pulso do usuário.

Para atletas solitários

Muitas pessoas que vivem a atividade física avidamente não gostam de treinar sozinhas; elas precisam de um companheiro para dar seu máximo de esforço; alguém que sirva como referência para saber que é possível ir mais longe.

Por outro lado, as pessoas que usam um frequencímetro podem competir contra si mesmas. Os dados fornecidos por esse aparelho servirão de base na busca pelo aumento do nível da resistência física. Com esse controle, o desenvolvimento pode ser facilmente avaliado.

Qual é a função do frequencímetro no treinamento diário

Ao treinar cardio, seja por meio de corridas, bicicleta convencional, elíptico ou qualquer outra atividade de grande exigência física, recomenda-se sempre planejar estas sessões a partir das condições físicas de cada indivíduo.

O frequencímetro permite o manuseio de dados precisos, a partir dos quais planos de trabalho individualizados podem ser elaborados. Esses programas são tão únicos e específicos quanto a frequência cardíaca máxima (FCM) de cada pessoa.

Qual é a função do frequencímetro no treinamento diário

Esses dados contêm uma informação única, assim como o desenho das impressões digitais. A maneira correta de conhecê-los é por meio uma prova de esforço.

Se isso não puder ser feito no momento, também é válido usar a seguinte fórmula como guia; sempre lembrando que é oferecido um valor aproximado.

FCM mulheres: igual a 226 – idade

FCM homens: igual a 220 – idade

No frequencímetro, valores mais elevados do que aqueles obtidos com esta equação nunca devem aparecer, porque a saúde pode ser seriamente afetada. No entanto, esses números só servem de suporte até que as provas de esforço relevantes sejam realizadas e controladas por um profissional.

Os dados resultantes dessa avaliação médica são os que vão fornecer um valor exato das faixas individuais, bem como de quais devem ser as zonas de treinamento.

Então, como podemos ver, o uso do frequencímetro oferece informações valiosas para serem aplicadas ao dia a dia do atleta. Por que não usá-lo a nosso favor?