Exercícios Core Fusion Extreme: conheça-os aqui!

· 2 de janeiro de 2019
O Core Fusion Extreme é um modo de treinamento que pode nos ajudar a melhorar nossos resultados rapidamente. Por isso, falaremos o que é e como começar.

Talvez esse nome intimide um pouco. No entanto, o Core Fusion Extreme é uma prática cada vez mais escolhida em todo o mundo, por conta de seus resultados maravilhosos. No artigo a seguir, vamos falar sobre ela e alguns de seus principais exercícios.

O que é o Core Fusion Extreme?

O conceito do Core Fusion Extreme é bastante novo, e ainda não há muitas academias que o ofereçam. Basicamente, trata-se de um treino da classe HIIT (treinamento intervalado de alta intensidade) que inclui exercícios em que devemos dar “o máximo” em um período muito curto, maximizando o aproveitamento.

Dessa forma, a frequência cardíaca permanece estável durante a sessão e maximiza a capacidade de queimar gordura.

O nome da disciplina, Core Fusion Extreme, nos faz pensar que é algo extremamente difícil e apenas para pessoas em boas condições físicas. No entanto, qualquer um pode fazer uma aula e realizar os exercícios no início. Obviamente, em seu próprio ritmo, aumentando a velocidade com o tempo.

A sala de exercícios para praticar o Core Fusion Extreme é dividida em estações, com uma rotina que muda continuamente (não há duas aulas iguais). Muitos exercícios são feitos com o próprio peso do corpo e outros com elementos que vão desde uma corda TRX a uma caixa ou um kettlebel (peso russo).

Mulher fazendo exercício com corda naval

Ele começa com um aquecimento prévio e depois que o professor explicar cada estação, os participantes executam os exercícios que aprenderam durante duas séries de 40 segundos cada.

Além disso, cada série possui um intervalo de 20 segundos. Após esse tempo, o técnico indica sua mudança de estação e assim por diante, até que terminem com duas rodadas completas.

Exemplos de exercícios Core Fusion Extreme

Como dito acima, cada aula ou sessão do Core Fusion Extreme é diferente, uma vez que as estações são modificadas de acordo com a “originalidade” ou “criatividade” do treinador. Alguns exercícios que podem ser incluídos na rotina são:

1. Abdominais X

Coloque as costas no chão ou na esteira, estenda os braços e as pernas, como se estivesse formando um “X” com as extremidades. Em seguida, levante a perna direita ao mesmo tempo que levanta o braço esquerdo e o tronco gira ligeiramente.

A ideia desses abdominais é que você toque a perna levantada com as duas mãos, mantenha a posição por dois segundos e volte ao início para a segunda parte do exercício, que é levantar a outra perna.

2. Flexões de braços com deslocamento lateral

É uma das estrelas do Core Fusion Extreme intensa para iniciantes. Para começar, fique numa posição paralela ao chão com as pernas esticadas. Levante-se apenas com as palmas das mãos e a ponta dos pés como apoio, o resto do corpo estará suspenso no ar.

Estique os braços e erga os seus glúteos. Estique a perna direita para o lado direito e passe-a na frente da perna esquerda. Mantenha isso por alguns segundos, volte ao anterior e faça outra flexão antes de repetir com o lado esquerdo.

3. Sprint combinado

Outro exercício Core Fusion Extreme que requer algum equilíbrio e coordenação.

O sprint (tiro de corrida) combinado começa da seguinte maneira: fique com as pernas afastadas na largura dos ombros, abaixe o tronco e leve-o para o lado direito. Assim, a mão esquerda tocará no solo o mais próximo possível do pé direito. Em seguida, repita para o outro lado.

Mulher correndo na cidade

Agora levante-se e faça um sprint de 30 repetições, trazendo seus joelhos para o peito, um por um, como se estivesse correndo. Reinicie com a primeira parte do exercício.

4. Explosões com halteres

O último exemplo de exercícios para o Core Fusion Extreme requer halteres, discos ou algum tipo de peso. Comece de pé com as pernas juntas e uma carga em cada mão. Estique os braços sobre a cabeça para que os halteres toquem o ar.

Em seguida, dobre os joelhos e os cotovelos ao executar um agachamento. Essa é a primeira repetição. Ao subir o tronco, o movimento deve ser rápido e energético.

O Core Fusion Extreme tem muitos benefícios, pois é uma disciplina do HIIT. Além disso, suas sessões são curtas, com no máximo 30 minutos, ideal para quem não tem muito tempo livre!