Emagreça com os abdominais hipopressivos

26 de julho de 2019
Não só é uma prática muito saudável, como também melhora a nossa estética. Emagreça com os abdominais hipopressivos ao mesmo tempo em que corrige a postura corporal. Descubra tudo sobre esse método muito eficaz que produz excelentes resultados se praticado regularmente.

Os abdominais hipopressivos não só melhoram a forma, como também ajudam a corrigir a má postura e os desconfortos causados por ela. Não hesite: emagreça com os exercícios a seguir para experimentar um maior bem-estar e satisfação pessoal.

Com o passar do tempo, certos músculos se alongam e outros encolhem. As posturas corporais inadequadas causam consequências para o organismo, e é aí que os desconfortos aparecem. Os abdominais hipopressivos têm como objetivo corrigir essas condições posturais ao mesmo tempo em que definem uma silhueta mais esbelta.

Saúde e beleza

A hipopressão é uma técnica de fisioterapia que incorpora estudos de fisiologia e biomecânica para melhorar a postura corporal. Os abdominais hipopressivos consistem em exercícios de respiração e alongamento que diminuem a pressão do abdômen e do tórax e relaxam o diafragma.

Em termos neurológicos, esses treinos produzem uma série de reações. Entre elas, a contração reflexa dos músculos abdominais e perineais.

A ginástica abdominal hipopressiva e a sua versão adaptada ao fitness, chamada Reprocessing Soft Fitness, ajudam a controlar a ansiedade e o estresse de forma eficaz. Ao mesmo tempo, evitam ou aliviam dores lombares ou púbicas e favorecem a circulação, o desempenho esportivo e as relações sexuais.

Simultaneamente, os exercícios permitem prevenir hérnias, evitar a incontinência urinária e os temidos deslocamentos de órgãos, como o prolapso, por exemplo. Eles também estimulam o sistema digestivo e melhoram a qualidade do sono.

No campo da beleza, oferecem a possibilidade de trabalhar o abdômen sem afetar o assoalho pélvico e reduzir o diâmetro da cintura. Ao mesmo tempo, fortalecem e definem os músculos e trazem uma aparência saudável ao corpo.

Assim como em qualquer processo de treinamento, a persistência é vital. É conveniente que, no início, estejamos acompanhados por um profissional que nos guie nessa técnica inovadora e eficaz.

Como são os abdominais hipopressivos?

São exercícios de alongamento e respiração praticados durante um período de 20 a 35 minutos. Em um momento inicial, de mais ou menos três meses, é aconselhável descansar três dias entre uma sessão e outra. Após essa fase será possível executar treinos diários.

Inicialmente, os exercícios recomendados são de alongamento ou alongamento das costas, como se estivéssemos tentando ficar mais altos. O queixo duplo consiste em levar o queixo em direção à garganta, para gerar a sensação de alongar a coluna.

abdominais hipopressivos

As inspirações profundas são o próximo passo. É necessário manter o ar previamente inspirado durante 10 a 15 segundos, até encher os pulmões. Então, expiramos lentamente até esvaziar completamente. Três inspirações lentas devem ser feitas antes de repetir o exercício.

Para quem está iniciando na técnica, o controle do abdômen é mais um exercício. Sem encher os pulmões de ar, simula-se uma respiração profunda. Não é necessário forçar para contrair a barriga, porque isso será conseguido por si só.

Uma boa maneira de saber se os exercícios estão sendo feitos corretamente é verificar se o diafragma está voltado para dentro através da separação costal:

  • Se você sentir uma contração voluntária, a prática está incorreta.
  • Quando as fissuras da clavícula ficam aparentes, o procedimento está correto.
  • Se estão relaxadas, ele não está.

Emagreça com os abdominais hipopressivos

Outro exercício de abdominais hipopressivos consiste em expirar todo o ar, contrair o abdômen e segurar durante cerca de 20 segundos.

Complementa-se, por sua vez, com uma inspiração de todo o ar possível, para então recuperar a respiração normal. Depois de concluído, o processo deve ser repetido. O ideal é dedicar entre 5 e 10 minutos a cada exercício.

Para continuar na busca pela barriga chapada, podemos escolher um outro exercício. Devemos estar com as pernas paralelas, com 20 centímetros de distância entre os pés.

A partir dessa posição, flexionamos os joelhos e colocamos as mãos em cima deles. Os cotovelos devem ser flexionados, enquanto aproximamos o queixo da garganta e levamos o peso para a ponta dos pés.

O próximo passo é inspirar e expirar repetidamente para abrir as costelas. Entre cada inspiração e expiração, mantemos o ar nos pulmões durante 10 segundos. O exercício deve ser repetido três vezes.

os abdominais hipopressivos

Os antebraços e as pontas dos pés

Um excelente exercício para as costas, pernas, abdômen e glúteos consiste em apoiar os antebraços e a ponta dos pés no chão. O corpo descansará sobre eles, com os cotovelos sob os ombros para alcançar um relaxamento nas costas.

O corpo deve ser mantido reto, paralelo ao chão, com os abdominais estendidos. A posição deve ser mantida durante cinco minutos enquanto são feitas respirações profundas.

Finalmente, as respirações profundas aparecem novamente, com intervalos de 10 segundos entre a inspiração e a expiração. A diferença é que agora vamos fazê-las enquanto estamos sentados, com as pernas cruzadas, as costas retas e os braços nos quadris. Esse ciclo deve ser repetido três vezes.

Em suma, os abdominais hipopressivos são exercícios extremamente positivos para a saúde em geral, muito além do emagrecimento pretendido aqui. No entanto, sempre devemos controlar a técnica para ter a certeza de que estamos nos exercitando da maneira correta. 

  • Caufriez, M., Fernández, J. C., Guignel, G., & Heimann, A. (2007). Comparación de las variaciones de presión abdominal en medio acuático y aéreo durante la realización de cuatro ejercicios abdominales hipopresivos. Revista Iberoamericana de Fisioterapia y Kinesiología10(1), 12–23. https://doi.org/10.1016/S1138-6045(07)73661-4
  • Flores, G., & Ucl, V. (2018). Ejercicios hipopresivos: prescripción, técnicas y efectividad. Revista Clínica de La Escuela de Medicina UCR-HSJD.