Uma análise do jogador Cam Newton

1 de fevereiro de 2019
Se você se interessa pelo futebol americano e segue as suas novidades, você certamente já conhece Cam Newton. Caso contrário, não perca a análise a seguir sobre a vida desse atleta excepcional.

Cam Newton, jogador profissional da NFL, o famoso futebol americano dos Estados Unidos, atua na posição de quarterback desde a escola.

Desde que se tornou profissional ele joga pelo mesmo time: Carolina Panthers. Neste artigo, vamos contar tudo sobre esse atleta de quase dois metros de altura, que tem vários recordes no seu currículo.

Os primórdios de Cam Newton

Cameron Jerrell, mais conhecido como Cam Newton e apelidado de SuperCam, nasceu em Atlanta, Estados Unidos, em 1989 e joga na posição de quarterback.

Seu início no futebol americano remonta ao tempo em que frequentou a escola na sua cidade natal, onde aos 16 anos já tinha conseguido 23 touchdowns e 2.500 jardas por passe.

Depois de se formar no ensino médio, Cam Newton recebeu ofertas de diferentes universidades para estudar e, certamente, desenvolver a sua carreira esportiva: Geórgia, Mississippi, Maryland, Oklahoma, Virgínia e Flórida.

Finalmente, o jogador decidiu ficar nesta última alternativa. Entre 2007 e 2010, ele jogou pelos Florida Gators e pelos Auburn Tigers.

Início da carreira profissional

Em 2011, Cam Newton foi selecionado pelos Carolina Panthers durante o draft da temporada. O contrato assinado pelo jogador era de quatro anos; seu salário já era exorbitante desde aquele momento: 22 milhões de dólares.

Sua preparação para chegar ao lugar que ele alcançou sem dúvida tinha sido muito árdua: ele fazia 12 horas de treinamento diário com o ex-quarterback Chris Weinke.

Felizmente para ele, tanto esforço valeu a pena. Um mês após a assinatura, ele foi nomeado titular do time à frente de dois companheiros de equipe.

Desta forma, ele estreou profissionalmente em setembro de 2011, no que foi a derrota contra os Arizona Cardinals. No entanto, apesar do resultado adverso, este jogo vai ficar gravado na sua memória porque, além de ser o primeiro, ele marcou 422 jardas.

Ele quebrou o recorde para um novato no seu dia de estreia. Nada mal, certo?

Início da carreira profissional

A consagração

No segundo jogo, Newton foi ainda mais longe e chegou a 432 jardas. Além de bater seu próprio recorde, ele somou, dessa forma, 854 jardas em dois jogos; isso fez dele o mais bem-sucedido estreante na história da liga.

Para a temporada seguinte, Cam Newton melhorou sua técnica e eficiência notavelmente. Além disso, reduziu as perdas de bola, embora sua performance tenha sido ofuscada pela chegada de um fullback chamado Mike Tolbert.

2013 seria um ano importante para este jogador; principalmente porque sua equipe chegou aos playoffs. Além disso, em termos de conquistas individuais, Newton foi escolhido entre os melhores do ano.

Ele foi classificado em 24º entre os 100 jogadores mais valiosos da NFL. A conquista seria repetida mais duas vezes: 2014 e 2015.

Cam Newton e o Super Bowl de 2015

Sem dúvida, até agora, o destaque de sua carreira é a participação no Super Bowl de 2015. Os Panthers dividiram a zona com os Atlanta Falcons, os New Orleans Saints e os Tampa Bay Buccaneers.

Naquele ano, eles venceram os Seattle Seahawks por 31 a 24 nas divisões NFC e os Arizona Cardinals por 49 a 15 no Campeonato NFC.

Para o Super Bowl, eles tiveram que enfrentar os Denver Broncos, no que seria uma derrota por 24 a 10. Esse resultado impediu que os Panthers ganhassem o título.

No nível pessoal, vale ressaltar que Cam Newton foi considerado o jogador mais valioso da temporada e o jogador ofensivo do ano. Além disso, ele também fez parte da equipe All-Pro, que é uma seleção com os melhores de cada posição.

Nas duas temporadas seguintes após o gosto amargo de não conseguir ganhar o Super Bowl, Cam Newton superou dois novos recordes: um pelo número de touchdowns para um quarterback e outro pela quantidade de jogos com touchdowns convertidos.

Cam Newton e o Super Bowl de 2015

Imagem: ESPN.

Nos últimos tempos, uma concussão durante um jogo, uma violação do código de vestimenta e uma cirurgia no manguito rotador de seu ombro o tiraram de campo em vários jogos.

No entanto, sem dúvida, Newton ainda tem muito a oferecer à NFL e à sua equipe. Os recordes, as marcas e as premiações continuam a acompanhá-lo atualmente e, provavelmente, também será assim no futuro.