Andy Murray: uma análise do craque

25 de janeiro de 2020
Murray, um dos tenistas mais importantes das últimas décadas, conseguiu quebrar a má fase britânica em um torneio icônico: Wimbledon. Além disso, ele conquistou outros dois Grand Slam.

Andy Murray é um tenista escocês profissional, mais precisamente de Glasgow, nascido em 15 de maio de 1987. Ele compete pelo Reino Unido e foi coroado nos torneios mais importantes do mundo do tênis. Ele foi o número 1 no mundo entre 2016 e 2017. Agora, analisamos o jogo e as conquistas na carreira desse brilhante jogador.

Estilo de jogo de Andy Murray

Murray tem 1,90 m de altura, o que o ajuda a ser um excelente sacador. Outra de suas características é que ele usa o backhand com as duas mãos e seu jogo é principalmente defensivo.

O tenista disse que prefere jogar na quadra de saibro. No entanto, seu histórico é composto principalmente por títulos em quadras de superfície rígida.

Murray tem a capacidade de misturar igualmente golpes cortados e levantados. Essa qualidade faz dele um dos jogadores com melhor técnica entre os tenistas atualmente no circuito. Ele é capaz de realizar golpes muito diferentes em qualquer ponto da quadra.

Como mencionamos acima, talvez a principal característica desse tenista escocês seja seu grande jogo defensivo. Afinal, essa é uma grande vantagem em um tênis que evoluiu e se tornou mais físico e agressivo.

Além disso, saber como combater o poder e a agressividade de saques e ataques com boa técnica são outras qualidades que ele possui. Então, a junção dessas características o coloca acima do resto dos competidores.

Pontos fortes e fracos

Como mencionamos, Murray é capaz de realizar qualquer golpe. Ele tem sua melhor arma no backhand com as duas mãos. Segundo muitos especialistas, é um dos melhores golpes do mundo. Outra grande virtude é a mudança de ritmo, pois pode variar de tiros muito rápidos a muito lentos, com grande facilidade.

Andy murray sacando

No entanto, o tenista escocês não apenas domina o backhand com duas mãos — levantado ou achatado —, mas também tem um dos melhores backhand simples do mundo. Ele não joga muito na rede, mas ainda tem um bom desempenho nessa faceta devido à sua ótima técnica.

Em relação às suas fraquezas, pode-se dizer que o golpe menos eficaz desse tenista é o drive ou direita. Embora tenha melhorado muito devido ao treinamento constante nesse aspecto, ele continua baseando seu jogo na reação.

Títulos de Andy Murray em sua carreira

Em nível individual, ele ganhou três títulos de Grand Slam. O primeiro foi em 10 de setembro de 2012. Naquela ocasião, ele enfrentou o grande favorito, Novak Djokovic, na final do US Open e conseguiu vencê-lo. Isso fez dele o primeiro britânico a vencer um Grand Slam desde que Fred Perry venceu o mesmo torneio em 1936.

Em 2013, ele se consagrou campeão do disputado torneio em sua terra natal: Wimbledon. A final foi em 7 de julho e ele voltou a enfrentar o sérvio Novak Djokovic. Parecia que “Nole” terminaria com a vitória, mas Murray venceu por três sets a zero.

Essa vitória também fez dele o primeiro tenista britânico a vencer o tradicional torneio de Wimbledon após 77 anos. Foi também Fred Perry quem conseguiu esse feito pela primeira vez, em 1936.

A confirmação de seu bom nível nas quadras de grama aconteceu em 10 de julho de 2016, quando ele chegou novamente à final de Wimbledon para enfrentar o canadense Milos Raonic.

Mais uma vez, ele conseguiu a vitória novamente e foi coroado novamente como campeão de Wimbledon. A partida foi definida em três sets novamente: 6-4 / 7-6 / 7-6.

Outras conquistas

Além de tudo isso, Murray chegou a mais 8 finais de Grand Slam, 5 delas no Aberto da Austrália. Em todos esses eventos, ele caiu para algum membro do top 4 da classificação da ATP. Esses grandes rendimentos o levaram a estar no primeiro lugar do ranking de novembro de 2016 a agosto de 2017.

Murray na quadra

Além disso, também conquistou 14 torneios Masters 1000, entre os quais três títulos no Canadian Masters e três outros títulos no Shanghai Masters. Ele também chegou a mais sete finais na categoria.

Graças a essas conquistas, Murray é o nono no ranking dos jogadores que venceram mais torneios Masters 1000 desde 1970. Ainda por cima, ele venceu as ATP World Tour Finals 2016, derrotando Novak Djokovic na final.

Os últimos anos não foram fáceis para o escocês, sofrendo de uma lesão no quadril que o forçou a entrar na sala de operações e a se afastar do circuito profissional. Na próxima edição de Wimbledon, ele se despedirá oficialmente do tênis com apenas 32 anos de idade, mas com uma carreira que é invejada por muitos.

  • Andy Murray. Profile. Sitio oficial de Andy Murray. http://www.andymurray.com/profile/
  • Andy Murray. Sitio oficial ATP Tour. https://www.atptour.com/es/players/andy-murray/mc10/rankings-history
  • Andy Murray. Wikipedia. https://es.wikipedia.org/wiki/Andy_Murray#Estilo_de_juego