Pilates durante a gravidez: quais exercícios praticar?

· 23 de agosto de 2018
É necessário consultar com um médico especialista de confiança antes de começar a fazer esse ou qualquer outro tipo de exercício durante a gravidez. Dessa maneira, você irá se certificar de que não há nenhum perigo nem para você nem para o bebê.

Os exercícios de pilates trazem muitos benefícios para as mulheres. A flexibilidade, o controle da respiração e o fortalecimento de vários grupos musculares são os principais. A seguir, iremos trazer uma lista de alguns que podem te ajudar na fase da gestação. Pratique pilates durante a gravidez e colha todos seus benefícios!

Uma mulher que vinha praticando pilates desde antes de ficar grávida não tem porquê deixar de praticar. Trata-se, talvez, de um dos principais benefícios dessa disciplina.

Além disso, esses exercícios são também bons como forma de preparação para o parto: ajudará a mãe a respirar e a se sentir mais relaxada. Após o nascimento, a elasticidade do corpo permitirá uma recuperação mais rápida.

Pilates durante a gravidez: conheça 5 exercícios

Em situações normais, a prática do pilates durante a gravidez não é desencorajada em nenhuma das suas etapas. No entanto, é a partir do segundo trimestre quando começamos a ver seus melhores resultados, especialmente no que diz respeito à mobilidade e ao relaxamento.

grávidas fazendo pilates

No terceiro trimestre, entretanto, a prática é altamente recomendável para ajudar o bebê a se acomodar para o parto. Além disso, praticar fornece técnicas para manipular e regular a sua respiração.

Exercício 1

Para iniciar este trabalho, a mulher deve ficar deitada no chão olhando para o lado. Os joelhos devem estar dobrados e juntos.

Com o braço esticado para o lado em que a cabeça está apontando, inspire o ar e gire até que o braço fique a 90 ° em relação ao chão. No momento da expiração, o braço deve voltar à posição original, com a palma da mão apoiada no chão.

Uma vez controlado esse movimento, o mesmo deve ser feito novamente, mas dessa vez rodando o braço de uma forma completa. Em outras palavras, para o outro lado do corpo. Isso exigirá que o quadril gire um pouco. Não há problema, deixe-o relaxado.

Exercício 2

Esse exercício é muito importante para alcançar o alongamento lombar desejado durante a gravidez. Para isso, a futura mãe deve se ajoelhar no chão.

Depois, deve colocar uma bola ou um banquinho na frente dela. O exercício consiste em estender os braços para a frente e ligeiramente para trás até alcançar o contato com esse objeto.

Dois detalhes importantes: as pernas devem ficar abertas, para que a barriga caiba no meio. Além disso, os braços não devem ficar flexionados e as costas devem permanecer retas.

Exercício 3

É essencial exercitar os músculos do assoalho pélvico durante a gravidez. Esse exercício de pilates pode ser ideal para esses fins.

A mulher deve estar deitada com uma bola entre as pernas. Em seguida, deve respirar de maneira pausada e soltá-la progressivamente, enquanto pressiona a bola com os joelhos.

Fazer 10 repetições desse exercício regularmente irá te ajudar a fortalecer o assoalho pélvico. Além disso, também irá trabalhar os músculos internos das pernas, como os adutores.

Exercício 4

A posição inicial desse exercício é deitada de costas, com os joelhos flexionados e os ombros relaxados. O primeiro passo a ser seguido é respirar e, ao levantar a pélvis, soltá-la pouco a pouco. Depois, você tem que respirar novamente e abaixá-la, exalando o ar pouco a pouco.

Mulher grávida fazendo pilates

Você deve repetir esse exercício de 5 a 10 vezes. Assim como o exercício 2, ele irá ajudar a alongar as costas e aliviar a tensão desses músculos, sobrecarregados pelo peso da barriga.

Exercício 5

Esse é o clássico exercício de pilates durante a gravidez. Fazê-lo é muito simples: você deve começar com os joelhos no chão junto com as palmas das mãos como únicos apoios.

Depois, você precisa esticar as costas arqueando-as e alinhar a cabeça com o resto da coluna. Uma vez que estivermos nessa posição, o queixo deve estar apontando em direção ao chão.

Como primeiro passo, você deve respirar fundo. Ao expirar, leve o umbigo para dentro e feche a caixa torácica.

Para as mulheres com uma certa quantidade de tempo de prática, o próximo passo pode ser fácil. As outras poderão praticá-lo para incorporá-lo pouco a pouco.

Estique uma perna para trás e o braço do lado oposto para a frente. Após 5 segundos assim, volte à posição inicial e repita o exercício de 5 e 10 vezes de cada lado, sem alternar.

Em conclusão, estes e alguns outros exercícios podem ser muito benéficos durante a gravidez. Trata-se de uma disciplina simples e muito variável – há muitos outros exercícios além dos que descrevemos. Se você nunca praticou pilates, não perca a oportunidade de fazê-lo!