A obrigatoriedade dos testes de coronavírus para os atletas

25 de março de 2020
Já foram detectados muitos casos entre atletas conhecidos e de todos os tipos de esportes. Mas existe uma obrigatoriedade de atletas se submeterem a testes de coronavírus?

A pandemia do COVID-19 não faz distinção entre sexo, idade, profissão ou religião e, é claro, os atletas também não são exceção. Todos os dias surgem novos nomes de atletas de elite que fizeram testes para o coronavírus e receberam resultado positivo, mas, na grande maioria dos casos, sem grandes consequências.

Esses casos positivos estão levando à obrigatoriedade de atletas se submeterem aos testes e, assim, a descartar ou confirmar um possível contágio. O objetivo disso é zelar ao máximo pela saúde deles e das pessoas ao seu redor.

Testes de coronavírus em atletas de elite

A maioria dos atletas de elite realizou testes de coronavírus. Em alguns casos, essa obrigatoriedade se deu pelo contato com uma pessoa infectada ou pelo simples fato de compartilhar instalações esportivas com outra equipe.

Os níveis de contágio do coronavírus dispararam em todo o mundo. Infelizmente, isso tornou um pouco mais difícil de conter o vírus, o que aumentou consideravelmente as chances de contraí-lo.

No caso dos atletas de elite, é obrigatório, na maioria dos casos, que se submetam ao teste para descartar um possível contágio. Eles devem se submeter a esses exames mesmo que não tenham sintomas do vírus.

A razão por trás dessa obrigação é muito simples: cuidar ao máximo da saúde de todos. Até agora, a maioria dos atletas que testaram positivo para o COVID-19 cumpriu com o repouso em casa, seguiu as instruções de seus médicos e se recuperou com sucesso.

Testes de coronavírus em atletas de elite

Como é o teste de coronavírus?

O coronavírus muitas vezes é difícil de diagnosticar. Na prática, gera sintomas que podem ser facilmente confundidos com um resfriado comum ou uma condição respiratória.

Por esse motivo, é necessário realizar um teste para diferenciá-lo de outras doenças. Esse tipo de análise detecta o código genético do vírus.

O teste para detectar o coronavírus não é incômodo nem doloroso. Na realidade, é muito simples e rápido. Uma vez feito, você deve esperar um ou mais dias para receber o resultado. Para a amostra, o especialista coleta com um cotonete muco ou secreções respiratórias.

É um processo rápido e completamente indolor. Outras maneiras de coletar amostras incluem lavagem nasofaríngea e aspiração. Esses métodos podem ser um pouco mais incômodos, mas não dolorosos.

Após a coleta, o teste vai para o laboratório. Em geral, obtém-se o resultado em algumas horas, mas, devido ao colapso geral dos sistemas de saúde, pode levar entre um ou vários dias.

Obviamente, quanto mais rápido se obtém o resultado, mais rápido se indica o tratamento para o paciente. Com isso, sua recuperação será mais fácil.

Análise de sangue

Além dos métodos acima, a China desenvolveu um sistema para detectar o vírus através de um simples exame de sangue. O objetivo é detectar os anticorpos que o corpo humano gera para combater o COVID-19.

Como é o teste de coronavírus?

Esse teste também é rápido e o desconforto para o paciente é muito baixo. No entanto, a Organização Mundial da Saúde (OMS) enfatiza que não é totalmente confiável.

A razão? Mesmo que um ou dois resultados sejam negativos, não significa que a pessoa não possa ter o vírus. Portanto, a grande maioria dos países está utilizando os métodos anteriores, cujos resultados são completamente confiáveis.

Outro aspecto interessante do vírus é que nem todos os infectados apresentam os sintomas típicos. Foi o caso de Rugani, zagueiro da Juventus que não apresentou febre.

Manolo Gabbiadini, da Sampdoria, apresentou mal-estar geral e febre dias antes de ser diagnosticado com o vírus. Felizmente, os dois jogadores se recuperaram satisfatoriamente.

Em caso de teste positivo, quarentena

A maioria dos atletas de elite já se submeteu a testes de coronavírus. Portanto, eles devem permanecer em casa para, assim, evitar a transmissão ou, caso negativos, a exposição a um possível contágio, tanto para sua própria saúde quanto para a de todos que os cercam.

O teste do coronavírus em si é muito simples. O que pode ser mais ou menos complicado é a recuperação, e para isso é fundamental seguir as instruções do médico responsável por cada caso. Para não perder a forma física, enquanto isso, os atletas optam por fazer exercícios em casa.