Aspectos legais da suspensão de jogos por conta do coronavírus

24 de março de 2020
Jogos e eventos esportivos estão sendo suspensos em todo o mundo como resultado da pandemia global de coronavírus. Você sabe quais são os aspectos legais dessas suspensões?

A maioria das ligas de futebol anunciou a suspensão dos jogos por conta do coronavírus, mas quais são os aspectos legais dessa medida? Conheça-os neste artigo.

Evidentemente, trata-se de uma questão de saúde pública que começou com a realização de jogos a portas fechadas e terminou com a suspensão completa e temporária de várias ligas. De fato, essa medida se estendeu para a maioria dos esportes.

Suspensão de jogos por conta do coronavírus

A suspensão de jogos por conta do coronavírus é uma resposta a uma situação de emergência na saúde pública. Inicialmente, surgiu a ideia de jogar a portas fechadas e, de fato, isso chegou a se concretizar em algumas ligas.

No entanto, com o avanço da crise, a situação se tornou muito mais dramática, tornando necessária a suspensão dos jogos. No sentido estrito da palavra, essa suspensão não acarreta problemas legais. 

Em países como a Itália e a França, atualmente é obrigatório para a população permanecer em quarentena com o objetivo de retardar o avanço do vírus. Em outras palavras, é ilegal permanecer na rua, a menos que a pessoa cumpra com os requisitos expressos nas exceções. No Brasil, São Paulo decretou quarentena essa terça-feira.

No entanto, embora a suspensão de jogos por conta do coronavírus não implique maiores consequências legais, é fato que as perdas econômicas serão muito grandes. Muitas pessoas ligadas a essa indústria, uma das mais lucrativas, se verão direta e indiretamente afetadas.

Como expresso pelo presidente da Federação Espanhola de Futebol, Luis Rubiales, a prioridade no momento é a saúde das pessoas. Portanto, ainda não é possível definir o novo cronograma das competições.

Suspensão de partidas por conta do coronavírus

Na maioria dos casos, ainda não há informações oficiais sobre as novas datas dos jogos.

Como o coronavírus afetou os esportes?

O coronavírus afetou todos os aspectos da sociedade. É uma tragédia, tanto em termos de saúde quanto da dinâmica econômica mundial.

O esporte tem sido uma das áreas mais afetadas por essa pandemia global, pois constitui um importante motor econômico de diferentes países. Além disso, essa situação está acontecendo praticamente em todo o mundo.

No caso específico do futebol, a grande maioria das ligas e torneios foi suspensa ou adiada. O último caso mais conhecido foi a suspensão da Copa América 2020, que ocorrerá nos mesmos locais, mas no ano de 2021. O mesmo acontece com a Eurocopa 2020, que também foi postergada para o ano de 2021.

Outros esportes também foram afetados, e uma grande maioria foi suspensa pela pandemia global. Até a Fórmula 1 suspendeu o Grande Prêmio da Austrália, depois que um membro da equipe da McLaren testou positivo para coronavírus. Por sua vez, as competições de MotoGP também foram adiadas devido à mesma situação.

Voltando à questão da legalidade, a suspensão e o adiamento de jogos e competições em outros esportes não deve criar nenhum tipo de problema nesse sentido.

Efeitos econômicos globais

Infelizmente, haverá muitas consequências e perdas econômicas. Os clubes, com o objetivo de acelerar sua recuperação, deverão repensar seus planos econômicos nos próximos meses e também no ano de 2021.

O coronavírus colocou a saúde mundial e a economia em cheque. Ele conseguiu afetar todos os setores produtivos da sociedade, inclusive o esporte.

Como o coronavírus afetou os esportes?

Os próximos meses serão, sem dúvida, um desafio. A coisa mais importante no momento é a prevenção contra o vírus e sua contenção. Quando superarmos isso, haverá todo um novo planejamento e, é claro, uma recuperação no sentido mais amplo da palavra.

A suspensão de jogos por conta do coronavírus não implica qualquer consequência a nível legal. As maiores repercussões se darão a nível econômico. Cada um dos clubes deve fazer um esforço para cumprir com os compromissos assumidos e, assim, evitar problemas no futuro próximo.