A curiosa biografia de Bernie Ecclestone, empresário e piloto da Fórmula 1

27 de dezembro de 2018
Bernie Ecclestone tem muitos opositores, mas também o mérito de ter levado a Fórmula 1 ao topo. É fato que ao longo de sua carreira neste esporte há muitas polêmicas e inimizades que ele fez no padoque.

Gostando ou não dessa personalidade, a Fórmula 1 não teria sido a mesma sem Bernie Ecclestone. Ele dedicou toda a sua vida a este esporte, até chegou a se tornar um piloto – um fato que muitos desconhecem – embora sua melhor faceta seja a de empresário.

Hoje, revisamos a extensa e peculiar biografia de uma das personalidades da Fórmula 1. Nela, as polêmicas, os negócios e o dinheiro sempre estiveram presentes.

A curta trajetória de Bernie Ecclestone como piloto

Bernie Ecclestone nasceu em uma família humilde. Desde criança, sabia que sua paixão era o esporte a motor. Por isso, quando tinha 16 anos, começou a trabalhar para ter seu próprio dinheiro. Prosperou economicamente e chegou a fazer um carro para correr na Fórmula 3. Sua participação foi intermitente e com resultados ruins.

Mais tarde, quando já tinha sua própria equipe na Fórmula 1, voltou a praticar como piloto, no entanto, não conseguiu se classificar para a competição. Assim terminava a curta carreira de Bernie Ecclestone como piloto, mas a de empresário estava apenas começando.

De líder de equipe para assumir o controle da Fórmula 1

Em 1972, Bernie Ecclestone adquiriu a equipe de Brabham e criou junto com outros construtores a FOCA. Este é um grupo de construtores que toma decisões conjuntas para ser mais forte para defender seus interesses.

Bernie Ecclestone sempre foi um gênio dos negócios, por isso, através desse grupo, conseguiu que os direitos televisivos fossem distribuídos entre as equipes e assim tivesse um maior volume de renda.

Bernie Ecclestone

Através da FOCA, foi ganhando poder na Fórmula 1 até se tornar uma das pessoas mais influentes. Bernie Ecclestone soube aproveitar ao máximo os direitos televisivos e exprimir o potencial da Fórmula 1. Graças a ele e ao seu talento nos negócios, a Fórmula 1 ficou conhecida no mundo todo até se tornar o que é hoje.

Pouco a pouco, à medida que ganhava mais poder, assumiu o controle da Fórmula 1. Finalmente, conseguiu ser um dos maiores acionistas. Tudo o que acontecia na Fórmula 1 tinha que passar pelas mãos de Ecclestone, que se tornou dono e senhor da Fórmula 1.

Uma vida cheia de polêmicas

Se Bernie Ecclestone é caracterizado por algo, é por seu caráter polêmico. Durante toda sua vida disse o que pensava e trouxe à tona sua ideologia extrema. Como se isso não bastasse, foi julgado em mais de uma ocasião por agir fora da lei.

Em alguma ocasião, aproveitou sua presença na mídia para tornar pública sua admiração por líderes como Saddam Hussein ou Adolf Hitler. Por essas declarações ele teve que se desculpar posteriormente.

Também foi julgado por fazer uma doação ilegal ao Partido Trabalhista Inglês para ajudá-los a chegar ao poder. Tampouco teve qualquer problema em criticar diretamente pilotos como Fernando Alonso ou Kimi Raikkonen. 

Se fizermos uma pesquisa, podemos encontrar algumas frases que Bernie Ecclestone proferiu durante seu período de Fórmula 1. A seguir, deixamos algumas delas, que são quase inacreditáveis:

“As mulheres devem usar branco, como todos os eletrodomésticos”.

“Hitler e Saddam sabiam fazer as coisas”.

“Eles acham que me pegaram pelos culhões, mas suas mãos não são grandes o suficiente”.

Carros em uma curva de uma corrida de fórmula 1

Sua vida atual

Atualmente, Bernie Ecclestone tem 87 anos. Dada sua idade avançadao empresário inglês teve que delegar suas tarefas e, assim, ter uma vida mais tranquila.

Ele continua sendo um dos principais proprietários da controladora da Fórmula 1, mas não ocupa o cargo de diretor executivo. Desde 2017, essa posição é ocupada por Chase Carey, embora Bernie Ecclestone ainda seja chefe emérito e atue como consultor. 

Apesar de sua idade avançada, como não poderia ser de outra forma, Bernie Ecclestone ainda está vinculado à Fórmula 1. Este esporte será para sempre sua paixão, a qual ele dedicou toda a sua vida e, portanto, ele sempre será importante no mundo do automobilismo.