Você conhece as propriedades da mandioca?

· 8 de abril de 2019
A mandioca é um dos produtos que pode parecer inapropriado para uma dieta saudável para parte dos consumidores, mas esconde grandes benefícios, especialmente se buscamos uma dieta econômica.

De todas as alternativas que temos para adicionar carboidratos à nossa dieta, a mandioca é uma das opções com mais propriedades. Um alimento é muito consumido no Brasil, e por isso suas propriedades e benefícios são interessantes de conhecer.

Por que variar os alimentos na nossa dieta?

Chegamos a um ponto em que, quando você pensa em uma alimentação saudável, pensa em alface e frango. Não há nada pior do que se alimentar de forma restrita. É incrível como mesmo havendo tanta diversidade, às vezes possamos inundar nossos pratos com sabores monótonos e neutros.

Tentar novas formas de cozinhar o mesmo produto é um começo, mas a aventura continua com o conhecimento de novos alimentos, como podem ser preparados e o que eles trazer para a nossa dieta.

A mandioca: uma descoberta

Mandioca crua

A mandioca é um tubérculo cuja origem está na área tropical da América. As condições ambientais necessárias para o seu crescimento são principalmente calor e umidade, mas é instável na adaptação a outros climas. Seu cultivo é de baixo impacto econômico e pode crescer com escassez de água.

A parte da mandioca que devemos comer são as raízes, como a cenoura ou a batata. É consumida da mesma forma que esses produtos, que formam a base de nossa dieta, mas a composição nutricional da mandioca é agradavelmente diferente.

Composição nutricional da mandioca

A mandioca, ao contrário do resto dos tubérculos com os quais podemos compará-la, contém 90% mais amido e é muito pobre em proteínas e gorduras, de acordo com um estudo publicado no Nigerian Journal of Science.

Por outro lado, embora sua contribuição de vitamina C, cálcio e algumas vitaminas do complexo B seja interessante, a proporção de micronutrientes é bastante escassa.

No entanto, vale ressaltar que as folhas que emergem do tubérculo apresentam maior proporção de proteínas, semelhantes ou até maiores que a soja. Tem uma concentração mínima de fibra e é fonte de polifenóis e taninos (como as uvas) que se destacam por sua ação antioxidante.

Segundo a pesquisa realizada na Nigéria citada acima, também possui carboidratos cianogênicos, ou seja, sua transformação dá origem ao cianeto. Portanto, se o consumo é crônico e se dá no quadro de uma dieta deficiente em vitaminas e minerais pode causar desde neuropatia até envenenamento.

Não entre em pânico. Para que isso aconteça, devemos praticamente ter uma dieta à base de mandioca e nada mais. E como já dissemos, o que queremos é dar variedade e novos sabores à nossa dieta atual.

Mandioca frita

Propriedades da mandioca

Como já dissemos, a mandioca consiste principalmente em carboidratos, e é por isso que é um alimento que fornece grande energia. Uma grande parte do amido é resistente, o que pode ser comparado à fibra dietética.

O amido resistente beneficia o trânsito intestinal, produz saciedade, melhora as condições metabólicas e ajuda a perder peso. Uma das propriedades da mandioca é, portanto, relacionada ao alívio dos problemas de constipação.

A mandioca não é um alimento de alta densidade nutricional, então se quisermos consumi-la, ela deve estar dentro de uma dieta variada que garanta vitaminas e minerais, assim como proteínas de qualidade que esse tubérculo não possui.

Outra utilidade da mandioca é que a partir deste produto podemos obter uma farinácea, semelhante à produzida pela batata, sem glúten. Por isso, é um produto que pode diversificar a dieta dos pacientes celíacos.

Como podemos consumi-la?

É um tubérculo muito mais denso em amido do que a batata, o que também o torna mais saboroso. Tem uma cor branca a amarela, um sabor neutro, embora possa ser mais doce se escolhermos uma variedade mais rica em frutose.

Devemos ficar atentos se percebermos um gosto amargo porque indica um alto teor de cianeto. Este tubérculo é cozido em menos de 30 minutos e pode ser consumido fervido, cozido no vapor, grelhado, no forno ou frito, assim como as batatas.