O que você deve ter em mente ao consumir remédios para emagrecer

17 de setembro de 2019
A vontade de eliminar os quilos a mais pode nos confundir e nos fazer seguir o caminho errado. Muitas pessoas recorrem a remédios para emagrecer. Eles são convenientes?

Embora seja dito que é necessário desconfiar de todas as soluções ‘mágicas’ ou rápidas e sem esforço, muitas pessoas decidem usar remédios para emagrecer. Isso não significa que eles farão todo o trabalho por nós. Neste artigo, vamos mostrar o que você deve considerar antes de tomar remédios para emagrecer.

Remédios para emagrecer: eles são realmente eficazes?

Eles podem ser vistos em lojas ou farmácias, em anúncios na televisão, em revistas ou na internet. Os remédios para emagrecer parecem ser a solução para os nossos problemas.

Eles mostram imagens de homens e mulheres antes e depois do tratamento e ficamos maravilhados quando descobrimos que eles perderam muitos quilos, até mesmo mais do que imaginamos que alguém poderia emagrecer.

Então, sem pensar melhor, compramos o mesmo remédio e esperamos que ele faça o mesmo efeito em nós. Muitos fabricantes afirmam que, como eles contêm ervas e outros ingredientes naturais, eles não são prejudiciais para o organismo e que vamos emagrecer de uma forma rápida e natural.

Além disso, eles prometem queimar gordura ao mesmo tempo em que controlam o apetite e nos dão mais energia. Eles são o remédio que todos deveriam consumir!

Em um frasco, colocamos todas as esperanças de finalmente perder os quilos a mais, de que o biquíni fique perfeito para as próximas férias ou de sermos invejados pelos nossos amigos por causa da nossa barriga definida.

Tipos de remédio para emagrecer

No mercado, podemos obter uma grande variedade de remédios que prometem o emagrecimento em tempo recorde, quase sem esforço. Os remédios para emagrecer que geralmente estão disponíveis são:

1. Diuréticos e laxantes

Eles nos fazem ir mais vezes ao banheiro e permitem eliminar toxinas por meio da urina ou diminuir a barriga ao combater a constipação. No entanto, ao contrário do que muitas pessoas acreditam, eles não ‘emagrecem’ por si só.

Consumir remédios para emagrecer

2. Inibidores da absorção de gordura

Eles liberam substâncias chamadas lipases, que supostamente rejeitam as gorduras e não permitem que se elas sejam acumuladas no corpo.

3. Inibidores de apetite

Esses remédios contêm uma grande quantidade de fibras, o que nos dá uma sensação de saciedade e reduz a vontade de comer. O lado ruim é que o corpo precisa de todos os tipos de nutrientes e líquidos, que acabamos não ingerindo. Além disso, a flora intestinal sofre com os componentes desses remédios.

Dicas antes de tomar remédios para emagrecer

Talvez você já tenha tentado várias dietas e não saiba mais o que fazer para perder peso. Por isso, você está pensando em tomar remédios para emagrecer. Antes de começar, recomendamos que você leia estas dicas:

1. Consulte um nutricionista

Um médico profissional pode te dizer se é prudente ou não tomar remédios para emagrecer ou de que outra forma você pode reduzir os quilos a mais. Não brinque com a sua saúde fazendo dietas muito restritivas e consumindo laxantes ou outros tipos de remédio. Para emagrecer, converse com um médico.

2. Cuidado com anúncios falsos

Quando algo é ‘bom demais para ser verdade’, o mais provável é que seja uma farsa. Muitos desses suplementos vendidos em farmácias afirmam que eles são a única coisa que faz efeito.

No entanto, você não sabe se as pessoas que aparecem na tela (o antes e depois) fizeram outro tipo de tratamento, incluindo cirurgias, para chegar ao estado atual. Lembre-se de que os fabricantes brincam com a sua depressão, a sua insatisfação e o seu desespero. Não permita que isso aconteça!

3. Apenas para a obesidade diagnosticada

Faltam apenas dois quilos para você chegar ao peso ideal? Então os remédios para emagrecer não são para você. Na maioria dos casos, eles são usados ​​por pessoas com obesidade ou sobrepeso diagnosticado por um médico, principalmente quando elas têm transtornos de ansiedade ou um transtorno alimentar.

O que você deve ter em mente ao consumir remédios para emagrecer

4. Complemente com uma dieta adequada

Os remédios para emagrecer não são a única coisa que você deve consumir para atingir o seu objetivo. Você deve complementá-los com uma dieta saudável e equilibrada. Aumente a ingestão de frutas e legumes, adicione leguminosas e oleaginosas à dieta e não se esqueça de beber pelo menos dois litros de água por dia.

Se formos pensar seriamente, se o emagrecimento viesse em forma de comprimidos, todos seriam magros. Por que isso não é assim? Porque não existem soluções mágicas que vêm em frascos.

Se quisermos emagrecer, temos que nos esforçar, fazer dieta e exercícios. Não há nada milagroso nem rápido, mesmo que queiram nos vender essa ideia.

  • Howard-Nize, F., Unido, R., & Amzallag, W. (2000). Trabajo de revisión de perder peso, al control del peso: experiencia de un programa. Revista Cubana de Investigaciones Biomédicas.