Conheça os legumes que ajudam na digestão

17 de junho de 2019
Você tem problemas na hora de fazer digestão? Certos legumes podem se tornar aliados na luta contra este inconveniente. Conheça quais são a seguir.

Muitas pessoas se sentem pesadas e inchadas depois de comer e demoram para digerir os alimentos. Estes desconfortos podem ser aliviados de forma natural na maioria dos casos. Para conseguir fazer isso, simplesmente devemos variar a alimentação e escolher, por exemplo, legumes que ajudam na digestão.

Existem certos alimentos que são muito benéficos para o estômago. Para não sofrer dos problemas que mencionamos em relação ao processamento dos alimentos pelo organismo, explicaremos neste artigo quais são os legumes que ajudam na digestão.

Além disso, vamos nos aprofundar sobre as diferentes formas de preparar pratos simples com estes legumes. Como você vai ver, não é necessário passar várias horas na cozinha para desfrutar de um prato saudável e saboroso elaborado com estes vegetais.

3 legumes que ajudam na digestão

  1. Abóbora

A abóbora é um alimento leve, baixo em calorias e com uma quantidade alta de fibras. Estas três propriedades fazem com que ela seja digerida facilmente e com que não apareçam as sensações incômodas que caracterizam as digestões pesadas.

Além disso, a abóbora contêm potássio, que previne a retenção de líquidos e ajuda a eliminá-los. Por isso, a abóbora é uma grande aliada contra as digestões pesadas.

Nossa recomendação é que, se você vai elaborar um prato principal forte e pesado, opte por um vistoso creme de abóbora como entrada. Se você decorar com cebola caramelizada e um raminho de salsa, ficará perfeito até nas ocasiões mais especiais.

Como fazer este creme de abóbora? É muito simples: você apenas precisará cozinhar um pedaço de abóbora em uma panela, uma batata e meio alho-poró.

Você pode também incluir outros legumes se quiser que o sabor fique mais suave. Depois de 20 minutos de cozimento, a única coisa a ser feia é bater no liquidificador e servir o creme.

Outra opção é colocar vários pedaços de abóbora no forno e adicionar um pouco de azeite de oliva e sal. Asse durante meia hora e reserve, esta simples receita é um acompanhamento perfeito para acompanhar carnes e peixes.

Sopa creme de abobora

  1. Alcachofra

A alcachofra é um alimento com muitas propriedades. Para comprová-lo, veja apenas o grande número de dietas e planos para perca de peso que incluem este legume.

Um dos motivos é porque apenas 100 gramas de alcachofra proporcionam a metade de fibras que devemos comer ao longo do dia. Esta grande quantidade de fibras estimula o intestino e favorece o processo de digestão.

Além disso, a alcachofra é muito utilizada em dietas porque tem um grande poder diurético. Por isso, ajuda a eliminar o excesso de líquidos do corpo e evita que se acumulem, o que geraria inchaço e peso.

Cozinhar alcachofra é muito simples, e é necessário apenas ter cuidado na hora de limpá-la. Primeiro, você deve eliminar as folhas exteriores até que comece a ver as internas que são amarelas.

Se você não retirar todas as folhas exteriores, a alcachofra ficará amarga. Depois, você precisa cozinha-la por 15 minutos. Quando estiverem cozidas, basta prepará-las com cebola e presunto salteados para provar de uma verdadeira iguaria.

Alcachofras

  1. Aipo

O aipo é um dos legumes mais leves, 100 gramas têm apenas 10 calorias. Trata-se de um número praticamente nulo, que transforma este alimento em uma opção imprescindível para as dietas.

Além disso, quando consumimos o aipo, o estômago aumenta a produção de sucos gástricos. Por isso, a digestão é realizada de uma forma mais simples.

A receita que trazemos para cozinha-lo é perfeita para usar como entrada em um jantar. Além disso, é muito saudável e leve, por isso você poderá consumir sem nenhum problema.

Este preparo consiste em cortar os pedaços do aipo com um tamanho de 5 ou 6 centímetros. Depois, preparar uma mistura com ricota, frutas secas e camarões em pedaços. Depois, recheie os pedaços de aipo e sirva.

Acabar com a digestão pesada é possível graças a estes legumes que ajudam na digestão. Pela sua quantidade de fibras e baixas calorias, são opções perfeitas para estimular o intestino e facilitar o processo digestivo. Além disso, com as receitas que propusemos, consumi-los vai ser um prazer.

  • Kim, M. Y., Kim, E. J., Kim, Y. N., Choi, C., & Lee, B. H. (2012). Comparison of the chemical compositions and nutritive values of various pumpkin (Cucurbitaceae) species and parts. Nutrition Research and Practice6(1), 21–27. https://doi.org/10.4162/nrp.2012.6.1.21
  • Cruzado, M., Pastor, A., Castro, N., & Cedrón, J. C. (2013). DETERMINACIÓN DE COMPUESTOS FENÓLICOS Y ACTIVIDAD ANTIOXIDANTE DE EXTRACTOS DE ALCACHOFA (Cynara scolymus L.) 1 1 2* DETERMINATION OF PHENOLIC COMPOUNDS AND ANTIOXIDANT ACTIVITY OF ARTICHOKE EXTRACTS (Cynara scolymus L.)Rev Soc Quím Perú (Vol. 79). Retrieved from http://www.scielo.org.pe/pdf/rsqp/v79n1/a08v79n1.pdf
  • Crozier, A., Lean, M. E. J., McDonald, M. S., & Black, C. (1997). Quantitative Analysis of the Flavonoid Content of Commercial Tomatoes, Onions, Lettuce, and Celery. Journal of Agricultural and Food Chemistry45(3), 590–595. https://doi.org/10.1021/jf960339y