Intolerância à lactose: as diretrizes que um atleta deve seguir

12 de novembro de 2019
Você é intolerante à lactose? Se você pratica esportes, o artigo a seguir oferecerá informações valiosas.

Se você é atleta ou pratica esportes regularmente e tem intolerância à lactose, você precisa levar em conta uma série de aspectos para evitar problemas e alcançar seus objetivos de maneira saudável.

Neste artigo, vamos analisar a intolerância à lactose e, além disso, explicaremos quais diretrizes você deve seguir para praticar esportes com segurança.

Uma intolerância muito comum no ser humano

De todas as intolerâncias alimentares, a intolerância à lactose é a mais comum em todo o mundo. Estima-se que cerca de 70% da população mundial sofra desse problema.

Essa porcentagem varia significativamente dependendo da origem da pessoa, já que sua condição é muito diferente se compararmos as pessoas entre os continentes. A maioria não é diagnosticada, o que pode ser prejudicial para o corpo a longo prazo.

Explicando de uma forma muito simples, a lactose é um tipo de açúcar encontrado em produtos lácteos. Para digeri-lo, o corpo precisa produzir uma enzima chamada lactase. Pessoas intolerantes à lactose são aquelas cujo intestino não produz essa enzima e, portanto, não podem digerir o leite.

As consequências são várias: diarreia, gases, inchaço ou cólicas. Para evitá-las, essas pessoas devem parar de tomar qualquer produto lácteo.

A intolerância à lactose no atleta

Como não poderia ser de outra forma, dentro da grande porcentagem de pessoas que são intolerantes à lactose, há um grande número de atletas. A seguir, explicaremos tudo o que você precisa saber para que essa intolerância não afete seu desempenho físico.

Primeiro passo: confirme se você é intolerante à lactose

Como já comentamos anteriormente, na maioria dos casos a intolerância à lactose não é diagnosticada. Em muitas outras ocasiões, pessoas que sentem desconforto se autodiagnosticam e param de tomar produtos lácteos.

Intolerância à lactose e esporte

Se você se encontrar em uma dessas duas situações, o que você deve fazer é realizar uma consulta com seu médico. A única maneira de confirmar a existência de intolerância à lactose é realizar os exames relevantes. Além disso, eles são muito simples.

O mais comum é realizar um teste de hidrogênio no ar expirado ou um exame de sangue. A condição também pode ser detectada pela análise de matéria fecal, embora esse tipo de diagnóstico geralmente seja feito apenas em crianças pequenas.

A alimentação de um atleta com intolerância à lactose

A primeira coisa a esclarecer é que não existe nenhum problema se você for um atleta e intolerante à lactose. Isso não deve limitá-lo de forma alguma ou fazê-lo deixar de treinar. Você apenas precisa ter um cuidado especial ao se alimentar para não comer produtos ricos em lactose.

O mais apropriado é que você continue se alimentando da maneira que você está acostumado. Tudo o que você precisa fazer é substituir alimentos com lactose por aqueles com as mesmas características, mas que tiveram esse açúcar removido.

Em qualquer supermercado, você pode encontrar leites, iogurtes, batidas e muitos outros alimentos sem lactose. Por ser uma intolerância muito comum, um grande número de produtos está disponível e a um preço não muito superior aos convencionais.

Cuidado com suplementos esportivos

Os suplementos esportivos são básicos no plano de muitos atletas. As pessoas intolerantes à lactose devem ter um cuidado especial ao tomá-los. Isso ocorre porque eles podem conter lactose entre seus componentes. 

O mais apropriado é que você sempre compre suplementos em lojas especializadas. Lá você encontrará profissionais que irão aconselhá-lo e recomendarão o produto mais adequado.

Felizmente, há sempre uma gama crescente de produtos sem lactose, para que os atletas possam continuar treinando sem nenhum problema.

Cuidado com suplementos esportivos

Conclusão sobre a intolerância à lactose

A intolerância à lactose afeta uma grande porcentagem da população. Como não poderia ser de outra forma, dentro dessa porcentagem estão muitos atletas. Essas pessoas não precisam ter nenhum problema quando se trata de treinar e alcançar os objetivos propostos.

Eles apenas têm que prestar atenção especial aos suplementos alimentares que, em muitos casos, contêm lactose. Além disso, elas devem parar de tomar a lactose e substituí-la pelos mesmos produtos sem esse componente. Dessa forma, será possível continuar se beneficiando dos produtos lácteos e dos nutrientes que contêm, como o cálcio.