Dietas sem carne: tipos e como realizar

16 de janeiro de 2019
Algumas das dietas que conhecemos hoje em dia são muito restritivas, e a verdade é que além do argumento de que são mais saudáveis, no fundo também escondem um modo de pensar, de consciência com os animais e o meio ambiente.

Dentro das dietas sem carne, a vegetariana é uma das mais populares. A verdade é que é uma maneira de comer muito saudável e com muitos benefícios para o corpo. Se você está pensando em mudar sua alimentação, talvez te interesse conhecer todos os detalhes destas dietas.

Aqui contamos tudo o que você deve saber sobre as dietas sem carne, como a vegetariana. Como você vai verificar a base destas dietas está nos princípios éticos de cada pessoa, mas a verdade é que por trás esconde-se uma forma muito interessante de alimentação e com múltiplos benefícios que te encorajamos a conhecer.

O que é ser vegetariano?

De uma maneira geral, costuma-se dizer que as pessoas vegetarianas são aquelas que não consomem animais. A realidade é muito mais complexa, uma vez que existem diferentes níveis de dietas sem carne, dependendo de quais alimentos estão incluídos na nutrição.

Abaixo, explicamos quais são os principais tipos de dietas onde não se consome carne animal:

Dietas sem carne

Dieta vegana

De todas as dietas vegetarianas, a vegana está entre as mais conhecidas. As pessoas que realizam este tipo de alimentos não consomem nenhum produto de origem animal nem seus derivados.

Portanto, essas pessoas além de não comerem carne, peixe ou frutos do mar, não consomem derivados como mel, leite ou ovos.

Mulher recusando um prato de ovos

Dieta frugívora

A dieta frugívora é uma das mais limitadas, já que a variedade de alimentos é muito escassa. Os únicos alimentos permitidos são sementes, oleaginosas e frutas.

Legumes e verduras são totalmente proibidos. Embora não haja um estudo que o certifique, as pessoas que seguem esse tipo de dieta garantem que têm uma maior concentração, felicidade e criatividade.

Dieta ovolactovegetariana

Como o nome sugere, aqueles que realizam uma dieta deste tipo consomem tanto ovos como leite. Ou seja, eles não comem diretamente alimentos de origem natural, mas alguns de seus derivados.

Dieta crua

A dieta crua é muito semelhante à vegana, mas com a diferença de que nesta dieta não se cozinham os alimentos. Eles consomem os vegetais sem cozinhar, diretamente como eles são coletados do campo.

Supõe-se que, desta forma, as propriedades dos alimentos são melhor preservadas e, portanto, são mais saudáveis.

mulher lavando vegetais

Por que ser vegetariano?

As razões pelas quais uma pessoa decide parar de consumir alimentos de origem animal são muito variadas. A verdade é que essas dietas rigorosas têm milhões de seguidores em todo o mundo, e foi demonstrado que este tipo de alimentação é totalmente saudável se for levada com controle.

O que se deve ter em mente é que todas as razões são pessoais e totalmente respeitáveis. De acordo com o modo de pensar de cada pessoa, suas crenças e sua ética, é possível decidir deixar de comer alimentos de origem animal.

Algumas dos motivos pelos quais uma pessoa começa a seguir uma dieta rigorosa desse tipo são as seguintes:

  • Respeito pelos animais. É o principal motivo, já que a maioria das pessoas que levam a cabo esta dieta estrita defendem que os animais nasceram para ser livres, e não para viver em jaulas e mortos para seu consumo subsequente.
  • Respeito pelo meio ambiente. Não comer alimentos de origem animal é também uma forma de cuidar do meio em que vivemos e garantir sua integridade para as gerações futuras. A pecuária é uma das principais causas do desmatamento de florestas e poluição. Além disso, grandes quantidades de água são gastas.

Realizar dietas restritas está se tornando cada vez mais fácil

Até alguns anos atrás se você realizasse dietas rigorosas e saísse para comer ou jantar fora, enfrentaria uma verdadeira odisseia, mas isso mudou radicalmente.

Atualmente, a maioria dos bares e restaurantes tem opções veganas e vegetarianas em seu cardápio, logo se você sair para comer fora você não terá problemas se estiver seguindo uma dieta sem carne.

O mesmo acontece nos supermercados, onde há cada vez mais produtos substitutos que fazem com que a alimentação seja praticamente a mesma das pessoas que não seguem esse tipo de dieta tão rigorosa.

Agora que você tem mais informações sobre dietas sem carne e conhece as principais razões pelas quais as pessoas as seguem, basta tomar a decisão e refletir se esse tipo de alimentação saudável está de acordo com sua maneira de pensar e viver.