Você sabe qual é a dieta ideal a ser seguida pelo ciclista?

5 de fevereiro de 2019
Cada esporte tem características próprias que devemos levar em consideração na hora de pensar na nutrição, por isso se você pratica ciclismo a primeira coisa que deve fazer é analisar qual é a dieta que melhor se adapta à sua necessidade

O ciclismo é um estilo de vida que é muito mais do que queimar calorias ou praticar um esporte. Ele pode ser um método de transporte altamente ecológico e saudável que proporciona às pessoas uma maneira especial de se relacionar com a cidade. Mas como deve ser a dieta de um ciclista?

Devido ao auge dessa atividade começam a surgir dúvidas e questionamentos a respeito dessa prática, tanto como esporte quanto no cotidiano. Por exemplo: o ciclista precisa de uma alimentação especial? Qual é a dieta ideal do ciclista?

A resposta à primeira pergunta é afirmativa. A dieta do ciclista tem que ser balanceada para compensar de maneira correta o exercício que realiza.

Muitos tipos de ciclismo

Existe uma diversidade de estilos de ciclismo. Normalmente, quando pensamos no ciclismo, pensamos em ciclismo de estrada. No entanto, também existe o ciclismo de montanha ou o BMX.

Cada modalidade exige uma alimentação e tem regras diferentes, conforme suas exigências. Além disso, ele é praticado com bicicletas de diferentes modelos.

Ciclistas pedalando ao ar livre no campo

Cada um desses tipos de ciclismo tem um impacto diferente no corpo e na queima de calorias. Por exemplo: o ciclismo de estrada, quando praticado em um ritmo pausado, queima mais calorias que um exercício em bicicleta estacionária. Esse ritmo de perda de calorias se mantém se a intensidade do exercício aumentar.

Benefícios do ciclismo para a saúde

O trabalho muscular realizado quando se pratica ciclismo é muito intenso e completo. Claro que são trabalhados os músculos das pernas, mas também os músculos do abdômen e a zona superior das costas. Por essa razão, recomenda-se fazer exercícios com bicicleta para tratar dores nas costas.

O ciclismo também é um bom tipo de exercício para aqueles que não conseguem manter seu peso. Os joelhos são trabalhados sem provocar lesões, o mesmo acontece com o quadril. As pessoas que sofrem dessas doenças não conseguem correr, tendo a bicicleta grande utilidade.

O que todo ciclista deve saber para conseguir se alimentar

Levando em consideração o desgaste que um ciclista sofre em condições normais (metabolismo aeróbico), ele deve consumir carboidratos. Os carboidratos são uma fonte natural de energia.

Os carboidratos têm origem vegetal e são encontrados em frutas e verduras. Além disso, eles podem ser encontrados em cereais e alimentos integrais, quando forem complexos.

Na dieta do ciclista sempre devem estar presentes esses carboidratos, pois são puro combustível. A maneira de prepará-los vai nos dizer se são saudáveis e isso inclui também a maneira de combiná-los. Recomenda-se sempre evitar o excesso de gorduras e açúcar refinado, por exemplo.

Ciclistas de competição

Quando se trata de um ciclista de competição, o desgaste e o esforço são muito maiores. Isso vem acompanhado de um desgaste das glândulas suprarrenais e da região dos intestinos, podendo gerar problemas digestivos.

Por isso, acaba sendo preciso incluir alimentos anti-inflamatórios. O consumo de cereais sem glúten acaba sendo muito importante.

Garota comendo cereais

Alimentação diária: a dieta do ciclista

Quando a dieta é adequada, ela influencia de maneira notável a saúde e o bom rendimento do ciclista. Com em tudo, existe um antes e um depois; acontece o mesmo com o processo de alimentação das pessoas que praticam esse esporte.

Antes do exercício:

O que se recomenda é o consumo de alimentos no mínimo três horas antes de sair para praticar esse exercício. Isso tem um objetivo: estar com as energias carregadas e evitar problemas digestivos na hora do exercício.

Se o exercício for realizado pela manhã, uma dieta rica em glicídios pode ser muito benéfica: diversos cereais, ovos, queijo e frutas são recomendados.

Durante o exercício:

A dieta do ciclista, durante essa prática, deve ser acompanhada de uma boa hidratação e de comida especial. Quando se trata de uma competição, o corpo vai ter a necessidade de contar com maior quantidade de energia.

Os alimentos ricos em açúcares são os mais apropriados e recomenda-se bebidas energéticas no caso de esportistas de competição. Isso porque o desgaste sofrido por eles é pesado. As barrinhas energéticas estão entre os alimentos simples, capazes de compensar o desgaste resultante do exercício.

Depois do exercício:

É aconselhável continuar ingerindo suplementos energéticos de forma moderada assim que terminar o treino: iogurtes, barras energéticas, cereais e, posteriormente, consumir arroz e massa que tenham grande teor calórico e de glicídios.

Esses alimentos devem ser consumidos junto com proteínas, de qualquer tipo, peixes, carnes vermelhas ou de aves. Dessa forma, o esportista mantém seu organismo em equilíbrio diante do grande desgaste energético.