Quais os benefícios do HIIT – Treino Intervalado de Alta Intensidade

· 7 de julho de 2018
O auge do mundo fitness e a popularidade que atualmente permeia tudo o que está relacionado a esse mundo não deixou o High Intensity Interval Training –mais conhecidos como HIIT- de fora.

Esse tipo de de treino traz inúmeros benefícios para o nosso organismo sempre e quando são realizados corretamente. Saiba quais os benefícios do HIIT a seguir.

Um dos aspectos mais impressionantes desse tipo de treino, e que provoca uma grande surpresa entre os praticantes de atividade física quando pesquisam sobre ele, é que 15 minutos de HIIT produzem um gasto calórico maior do que 30 minutos de corrida .

Além disso, como um efeito extra, a queima de gordura em nosso corpo durante as 24 horas posteriores a esses ínfimos 15 minutos de exercício aumenta consideravelmente.

Em essência, este tipo de treinamento de alta intensidade faz com que nosso corpo reorganize o seu metabolismo para transformar a coleta de ácidos graxos em fonte de energia, em vez de utilizar apenas os carboidratos. Isso é uma consequência de não estarmos acostumados com esse tipo de exercício e precisarmos de muita energia de forma rápida.

O próprio American College of Sports certificou esse tipo de treino em sua reunião anual de 2011, momento em que eles também deixaram claro que duas semanas de HIIT equivalem -mais ou menos- a seis ou oito semanas de treinamento de resistência – treinamentos longos e de intensidades constantes.

Homem forte fazendo treino de HIIT na praia

 

Quais os benefícios do HIIT?

Em primeiro lugar, falando da perspectiva funcional, o HIIT consegue multiplicar nosso hormônio de crescimento em 450% nas primeiras 24 horas após o treinamento.

Este hormônio é responsável por aumentar a queima de calorias e também garante um processo de retardamento do envelhecimento. Desse modo, o HIIT seria uma espécie de “fonte da juventude” que nos manteria mais jovens internamente e externamente.

Se vocês são usuários regulares na prática de exercícios fitness, provavelmente já devem ter notado que um dos aspectos mais complicados, sem dúvida, é encontrar o meio termo entre perder peso e não perder junto com ele a musculatura; que é geralmente o que ocorre quando se realiza um exercício cardiovascular típico.

Entretanto, como solução para isso, o HIIT nos dá a fórmula perfeita: permite queimar até três vezes mais gordura sem perda de massa muscular.

Mulher se pesando feliz porque emagreceu

De acordo com as pesquisas de Little e Gibala, em 2006, depois de realizar um treino HIIT há uma grande melhora em nossa capacidade cardíaca.

Assim, os indivíduos que realizaram esse tipo de treinamento conseguiram pedalar o dobro do tempo, mantendo uma frequência cardíaca constante quando comparados com quando realizavam treinos comuns.

Tal como acontece com uma infinidade de atividades aeróbicas, o HIIT se torna apropriado para pessoas que sofrem de diabetes, ajudando a aumentar o consumo de glicose e melhorar a sensibilidade à insulina.

Benefícios adicionais

Além desses mencionados, quais os benefícios do HIIT que ainda não sabemos? Embora estejamos falando de um intenso treinamento considerado de alto desempenho, é sempre possível adaptá-lo às capacidades físicas de cada um.

Personalizando e combinando exercícios do jeito que seja mais proveitoso para nós, podemos obter treinos de HIIT para iniciantes e pessoas que não estão tão acostumadas com a prática esportiva.

Como se tudo isso não bastasse, para praticar este tipo de treino basta suar, cansar e ter vontade suficiente para chegar ao seu limite.

Além do mais, você não precisa gastar dinheiro para ir a uma academia ou comprar equipamentos específicos, porque pode praticar HIIT tranquilamente em casa ou ao ar livre.

Contraindicações do HIIT

Nem tudo será perfeito na prática de exercícios de alta intensidade e, é claro, o HIIT tem uma série de contraindicações que não tornam a sua prática não recomendada e que devemos levar em consideração.

Em primeiro lugar, se você está seguindo uma dieta hipocalórica, este tipo de prática não é recomendada, já que pode provocar tonturas – e até perda de consciência devido à falta de glicogênio em nosso corpo.

Além disso, nossas articulações e tendões sofrerão uma carga de esforço muito alta com esse tipo de exercícios de alta intensidade, por isso aquelas pessoas que têm algum tipo de problema articular ou muscular devem se abster de fazê-lo, uma vez que correm o risco de causar uma lesão grave.

Mulher com lesão e dor no tornozelo em uma pista de corida

A melhor coisa, se tivermos alguma dúvida, é sempre procurar um profissional de saúde. Um treinador profissional pode  nos aconselhar sobre os riscos e as possibilidades de praticar ou não o HIIT.

Por outro lado, se nosso problema é que temos um sistema cardiovascular pouco exercitado pela falta de experiência em exercício físico; então preferivelmente devemos evitar esse tipo de treinamento.

Pelo menos no começo nosso primeiro contato com os esportes deve ser um exercício leve que nos ajude a adquirir a capacidade física necessária para enfrentar um treinamento com essas características mais intensas.

Por último e sabendo o aumento da pressão arterial que a prática de HIIT produz, trata-se de um exercício não recomendado também para aqueles que sofrem de doenças cardíacas ou cardiovasculares (especialmente em caso de hipertensão arterial).

Agora que você já sabe quais os benefícios do HIIT, que tal praticá-lo?