Os melhores suplementos para o ciclismo

11 de novembro de 2019
Para aproveitar os benefícios deste esporte, uma boa ideia é combinar uma dieta balanceada com suplementos nutricionais que garantam que os atletas tenham todas as suas necessidades nutricionais atendidas.

O ciclismo é um esporte que exige muita resistência dos seus praticantes. Pedalar tornou-se uma das opções mais populares quando se trata de queima de gordura e manter uma saúde ideal. Aprenda sobre os suplementos que as pessoas que praticam o ciclismo devem consumir.

O grande gasto energético a que estão submetidos aqueles que praticam este esporte a nível profissional ou de forma diária, independente da idade, é alto. Mas, os benefícios que ele traz também são muito importantes.

No nível muscular, o ciclismo promove bastante desenvolvimento dos glúteos, coxas e toda a região dorsal. Músculos da parte superior do corpo, como bíceps e tríceps, também são fortalecidos, envolvendo da mesma maneira todos os tecidos das costas e área abdominal.

Tudo isso enquanto queima calorias e fortalece os sistemas respiratório e cardiovascular. Com tanto trabalho, é natural que os suplementos para o ciclismo sejam uma boa opção e tragam muitos benefícios.

Garota preparando shake de suplemento

Necessidades alimentares

Aqueles que andam com frequência de bicicleta precisam de um bom suprimento de energia. Inclusive aqueles que são fãs de sessões de spinning devem seguir uma dieta específica de acordo com o esforço físico.

O cardápio deve ser rico em proteínas para que, ao serem metabolizadas, o corpo possa extrair e assimilar muitos aminoácidos essenciais. Os carboidratos, principal fonte de combustível para o corpo humano, também devem ser incluídos de maneira equilibrada.

Alimentos essenciais para os ciclistas

No café da manhã não podem faltar itens como ovos e iogurte, assim como uma xícara de café ou de leite. No almoço, os atletas devem comer carne (os pratos com frango são geralmente os mais recomendados). Como acompanhamento para as carnes, a melhor opção é incluir verduras.

Garota comendo iogurte

No jantar, é melhor comer peixe e alimentos cozidos, evitando preparações gordurosas. Isto é, cozido, ao vapor, grelhado, etc. Como acompanhamento para o peixe você pode usar novamente legumes, arroz, etc.

Os lanches, especialmente aqueles antes e depois de treinos ou competições, são muito importantes. Uma hora antes da atividade, uma boa ideia é comer um ovo com uma fatia de pão integral, acompanhado de uma xícara de café com leite.

Após o exercício, você deve comer alimentos com uma rápida contribuição de energia; por exemplo, uma lata pequena de atum ajudará a iniciar os processos de recuperação.

Suplementos para o ciclismo

Nem sempre é fácil atender a todos os requisitos essenciais de alimentação para a prática do ciclismo. Como podemos ver, é uma questão de facilitar para o corpo as tarefas de recuperar e reparar os tecidos musculares.

Para esta recuperação, é muito recomendável consumir suplementos para os objetivos do ciclismo. Inclusive esse tipo de ajuda pode fazer a diferença entre a vitória e a derrota na competição; ou até mesmo completar a corrida ou abandoná-la no meio da competição.

Aminoácidos Ramificados

É muito comum ser comercializado com a sua sigla em inglês: BCAA (Branchel Amino Acids). Estes suplementos fornecem leucina, isoleucina e valina.

Os três ingredientes ativos constituem um terço de todo o tecido muscular, daí a importância de mantê-los em níveis ótimos; e ainda mais quando se pratica esportes tão exigentes quanto andar de bicicleta.

Os aminoácidos facilitam a regeneração dos músculos. Na prática, isso que dizer que as típicas dores musculares pós sessão são reduzidas em termos de duração e intensidade. A consequência será um aparelho muscular mais resistente e menos propenso a sofrer de fadiga.

Cafeína

Se uma xícara de café pode ser uma fonte de energia, a capacidade de ação da cafeína é maximizada quando se recorre aos concentrados deste produto.

Mulher bebendo café

Entre os benefícios da cafeína estão: aumento na capacidade de absorção de cálcio pelos tecidos, o que favorece a contração muscular e aumento dos níveis de concentração no trabalho físico, o que, por sua vez, traz maior resistência.

A cafeína não é aceita por todos; há aqueles que associam seu consumo com cãibras e desidratação nos músculos. Mas nenhum estudo conseguiu confirmar esses argumentos.

Proteína de soja isolada

A maioria das fontes dos aminoácidos essenciais para o corpo humano é extraída de proteínas de origem animal. Isso representa uma limitação importante para veganos e vegetarianos.

Pensando nesse setor da população, produtos como a proteína de soja isolada foram desenvolvidos. São suplementos que contribuem para manter e aumentar a massa muscular, retirando todos os nutrientes do mundo vegetal.

Lovato, G., & Vuaden, F. C. (2015). Diferentes formas de suplementação de carboidratos e seus efeitos na performance de um atleta de ciclismo: estudo de caso. RBNE-Revista Brasileira de Nutrição Esportiva, 9(52), 355-360.